Empresa de ônibus em Nova Iguaçu coloca cem funcionários de férias por 15 dias

Cíntia Cruz
Funcionários chegaram para trabalhar, não puderam entrar e foram informados que entrariam de férias por 15 dias

Cerca de cem profissionais da Viação São José, em Nova Iguaçu, entraram de férias por 15 dias. Eles souberam da decisão ontem, quando chegaram para trabalhar. Impedidos de entrara na garagem, receberam o aviso de férias pelo portão. Entre os profissionais, estão motoristas, fiscais, despachantes e mecânicos.

Preocupados, muitos empregados se aglomeraram na porta da garagem, querendo mais informações sobre a decisão da empresa.

— Não sei o que vou fazer. Tenho aluguel e despesas para pagar. É uma situação completamente desconfortável. Não sei o que fazer. Espero que as coisas se normalizem para não ficar sem emprego — disse um funcionário, de 40 anos, pai de três filhos.

Na empresa há sete anos, outro profissional criticou a forma como foi comunicado pela empresa:

— Fui barrado na portaria em uma situação constrangedora. Depois, me entregaram um papel pelo buraco do portão. Era o aviso de 15 dias de férias. Tenho remédios para comprar e várias outras contas como todos têm. Pediram pra ligar para empresa depois de 15 dias para ver se continuo ou não. Espero retornar. Tenho família para sustentar.

No Facebook, a empresa informa as 11 linhas intermunicipais que não estão operando, segundo determinação do decreto estadual, que suspendeu o transporte intermunicipal de passageiros. Na quarta-feira, a Prefeitura de Nova Iguaçu publicou uma portaria decidindo, entre outras medidas, a proibição de ônibus, vans e similares do sistema intermunicipal de passageiros oriundos do município do Rio entrarem em Nova Iguaçu. As medidas da prefeitura e do governo do estado são para evitar a propagação do novo coronavírus.

O TransÔnibus, sindicato que representa as empresas, disse que: “No atual momento nacional de calamidade pública, as empresas de todos os segmentos econômicos fazem os esforços possíveis e necessários para tentar manter o quadro de colaboradores.”