Empresa de blockchain e gestor de Abu Dhabi montam fundo de US$1 bi

BENGALURU, Índia (Reuters) - A companhia de blockchain Venom Foundation e a gestora de investimentos sediada em Abu Dhabi Iceberg Capital lançaram nesta quarta-feira um fundo de 1 bilhão de dólares voltado a criptomoedas que aportou 20 milhões de dólares na plataforma de mundo virtual Nümi Metaverse.

O fundo, Venom Ventures Fund (VVF), tem como objetivo investimentos em startups em estágios iniciais focadas em pagamentos, gestão de ativos, serviços bancários e jogos na Web3, uma possível versão futura da internet baseada na tecnologia de blockchain.

O lançamento acontece em meio a uma forte crise no setor de criptomoedas, exacerbada pelo colapso da corretora FTX.

Após despencar 64% em 2022, o bitcoin tem se mantido relativamente estável neste início de ano, na casa dos 17 mil dólares.

O Venom Ventures é presidido por um ex-chefe de investimentos da BlackRock, Peter Knez, e será operado pela Iceberg Capital, que é regulada pela legislação de Abu Dhabi.