Empresa britânica quer infectar voluntários com coronavírus para testar vacina

·1 min de leitura
Illustrative vial of coronavirus vaccine
(Foto: Getty Images)

Uma empresa de biotecnologia no Reino Unido está negociando com o governo para tentar criar vacinas contra a Covid-19. Para fazer os testes, a ideia da companhia é infectar os voluntários com o novo coronavírus. A informação é da agência Reuters.

Primeiro, os voluntários recebem a vacina e, um mês depois, são contaminados de forma proposital com o vírus em situações controladas. As pessoas são isoladas e monitoradas para saber se ficaram doentes ou se a vacina funcionou.

O estudo está sendo feito pela hVIVO, uma unidade do grupo farmacêutico Open Orphan. À Reuters, o presidente-executivo da empresa, Cathan Friel, explicou que a empresa está conversando com autoridades do Reino Unido para fazer um “teste de desafio de Covid-19”.

Leia também

O objetivo do método é acelerar o processo para verificar a eficácia de uma vacina contra o coronavírus. No entanto, o método divide opiniões. Enquanto alguns afirmam que é uma boa maneira de encurtar processos, outros classificam como antiético infectar pessoas intencionalmente.

Segundo a Reuters, as empresas AstraZeneca, Sanofi, Moderna, Inovio e BioNTech disseram em setembro que as vacinas não estão sendo desenvolvidas dessa forma.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos