Empresa de criptomoedas Nomad sofre roubo de US$190 mi

Ether

Por Elizabeth Howcroft

LONDRES (Reuters) - A empresa de criptomoedas norte-americana Nomad sofreu um roubo de 190 milhões de dólares, disseram pesquisadores de blockchain nesta terça-feira, no mais recente roubo desse tipo a atingir o setor de ativos digitais este ano.

A Nomad disse em um tuíte que estava "ciente do incidente" e estava investigando, sem dar mais detalhes ou o valor do roubo.

A empresa de análise de criptomoedas PeckShield disse à Reuters que 190 milhões de dólares em criptomoedas dos usuários foram roubados, incluindo ether e stablecoin USDC. Outros pesquisadores de blockchain estimam o valor em mais de 150 milhões de dólares.

A Nomad não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

A companhia comunicou a polícia e está trabalhando com empresas forenses de blockchain para tentar identificar as contas envolvidas e recuperar os recursos, disse em comunicado à agência de notícias sobre criptoativos CoinDesk.

A Nomad, que na semana passada captou 22 milhões de dólares de investidores, incluindo a importante exchange americana Coinbase Global, faz software que conectam diferentes blockchains.

O roubo teve como alvo a 'ponte' da Nomad - uma ferramenta que permite aos usuários transferir tokens entre blockchains. As 'pontes' blockchain tornaram-se cada vez mais alvo de roubos, que há muito atormentam o setor de criptomoedas.

A Nomad se descreve como uma empresa de "segurança em primeiro lugar", que manteria os recursos dos usuários seguros.

A PeckShield disse que uma pequena proporção das moedas foi movida para o chamado "mixer", que mascara a trilha de transações de criptomoedas, enquanto cerca de 95 milhões de dólares foram retidos em três outras carteiras.

Mais de 1 bilhão de dólares foi roubado de pontes até agora em 2022, de acordo com a empresa de análise de blockchain Elliptic.

Em junho, a empresa norte-americana de criptomoedas Harmony disse que ladrões roubaram cerca de 100 milhões de dólares em tokens de seu produto Horizon Bridge.

Em março, hackers roubaram cerca de 615 milhões de dólares em criptomoedas da Ronin Bridge, usadas para transferir criptomoedas para dentro e para fora do jogo Axie Infinity. Os Estados Unidos ligaram o caso a hackers norte-coreanos.

(Por Elizabeth Howcroft)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos