Empresa de e-commerce e games Sea quer levantar US$6,3 bi

·2 minuto de leitura
Shopee

Por Scott Murdoch e Anshuman Daga

HONG KONG (Reuters) - A empresa de e-commerce e games Sea quer levantar 6,3 bilhões de dólares em uma venda de ações e títulos conversíveis na maior captação que o Sudeste Asiático já viu, aproveitando o interesse crescente de investidores na região.

Essa seria a segunda grande captação de fundos em menos de um ano para a empresa de 185 bilhões de dólares, que está tentando ampliar a sua expansão global ao testar possíveis novos mercados, e a mais recente entre uma série de negócios no Sudeste Asiático.

A Sea, conhecida pela sua plataforma de e-commerce Shopee, quer vender 11 milhões de American Depository Receipts (ADR), com a opção de oferecer 1,65 milhão a mais (greenshoe), afirmou a empresa sediada em Cingapura em documentos enviados aos órgãos reguladores nesta quinta-feira.

Também está levantando 2,5 bilhões de dólares em títulos conversíveis que têm uma opção greenshoe de 375 milhões atrelada a eles. Com o preço de fechamento das ações da Sea nesta quarta-feira em Nova York em 343,8 dólares, a venda de ações pode alcançar até 3,8 bilhões de dólares.

O acordo no total seria a maior captação para uma empresa do Sudeste Asiático, segundo dados da Refinitiv.

A Sea, a maior de todas as empresas do Sudeste Asiático em valor de mercado, planeja usar as receitas para propósitos corporativos gerais, incluindo investimentos estratégicos e aquisições.

O Shopee planeja expandir para a Europa e para a Índia, segundo reportagem da Reuters. No fim do ano passado, a Sea também conseguiu uma licença bancária digital completa em Cingapura.

ACORDOS NO SUDESTE ASIÁTICO

Fintechs e empresas de e-commerce no Sudeste Asiático têm levantado grandes quantias de capital, com investidores globais apostando nas jogadas do setor de tecnologia que estão surgindo na região pós-pandemia.

As ações da Sea subiram 72,72% este ano, após um crescimento de quase cinco vezes em 2020, em meio a uma forte demanda porque as restrições relacionadas à Covid-19 mantiveram as pessoas em casa.

Até agora em 2021, as empresas levantaram um total de 15,67 bilhões de dólares no mercado de capitais no Sudeste Asiático - o maior valor em três anos, segundo dados da Refinitiv - contra 11,8 bilhões de dólares no mesmo período em 2020.

(Reportagem de Scott Murdoch em Hong Kong e Anshuman Daga em Cingapura)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos