Empresa paga R$ 10 mil para quem conviver com 100 baratas por 30 dias

Nos EUA, uma empresa está oferecendo US$ 2 mil para quem conviver com 100 baratas por 30 dias. Foto: Getty Images.
Nos EUA, uma empresa está oferecendo US$ 2 mil para quem conviver com 100 baratas por 30 dias. Foto: Getty Images.
  • Nos Estados Unidos, a Pest Informer, uma empresa do ramo de controle de pragas, está oferecendo US$ 2 mil para quem conviver com 100 baratas por 30 dias;

  • A empresa procura ao menos cinco lares nos EUA para experimentar técnicas de tratamento de pragas;

  • Em menos de uma semana, a empresa recebeu mais de 2,5 mil inscrições.

Você corre ao ver uma barata? Se sim, ter contato com centenas delas certamente será um pesadelo. Mas e se você recebesse para conviver com elas? Pois é isso que a Pest Informer, uma empresa norte-americana que atua no ramo de controle de pragas, está fazendo.

Em seu site oficial, a companhia anunciou que está oferecendo US$ 2 mil, pouco mais de R$ 10 mil na cotação atual, para quem aceitar conviver com 100 baratas durante o período de 30 dias. O objetivo do experimento é testar um tratamento específico e avaliar sua eficácia.

Leia também:

A Pest Informer procura de cinco a sete lares em todos os Estados Unidos para participar do estudo. Em menos de uma semana após a abertura, a empresa já recebeu mais de 2,5 mil inscrições.

"Todos nós ficamos extremamente sobrecarregados com este estudo", afirmou o proprietário do negócio, David Floyd à organização de comunicação social norte-americana NPR.

“Esperávamos receber um punhado de respostas, mas da noite para o dia meio que explodiu e estamos lutando para acompanhar as inscrições”, continuou ele.

Se as técnicas experimentadas para o tratamento de pragas não funcionarem, métodos mais tradicionais serão usados para livrar as casas das baratas.

A empresa também informa que os moradores dos lares escolhidos não podem interferir na avaliação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos