Empresa de rastreamento de veículos Sascar desiste de IPO

SÃO PAULO, 29 Out (Reuters) - A Sascar, empresa de rastreamento de veículos controlada pela GP Investments, desistiu de sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), conforme divulgado nesta terça-feira no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Uma fonte próxima à empresa disse à Reuters que o preço que o mercado estava disposto a pagar pelos papéis não era condizia com o que a companhia queria com a operação. Procurada, a Sascar não comentou o assunto imediatamente. A companhia havia pedido no fim de agosto registro para o IPO, numa operação destinada, principalmente, a engordar o caixa para financiar seu plano de aquisições. A previsão era que novas ações fossem emitidas numa distribuição primária, mas com os acionistas da companhia também vendendo papéis existentes (secundária). Monitorando mensalmente mais de 210 mil veículos e 10 mil cargas no país, a Sascar teve o controle comprado pela GP Investments em março de 2011. O grupo paranaense JCR também integra sua base de acionistas. Com a desistência, a Sascar se soma ao grupo de companhias que abortaram os planos de captar dinheiro com a abertura do capital em bolsa. Fazem parte do grupo a companhia aérea Azul, a Votorantim Cimentos, maior produtora do insumo no país, e a Queiroz Galvão Óleo e Gás. No ano, também desistiram dos planos de IPO a estatal de água e esgoto Nova Cedae, a empresa de compra e venda de carros AutoBrasil Participações, e a companhia de logística Vix. (Por Marcela Ayres)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos