Empresária morta em explosão tinha experiência com dinamite

·2 minuto de leitura
Daniella Trajano Dalff, morta durante explosão em Mato Grosso
Daniella Trajano Dalff, morta durante explosão em Mato Grosso
  • Daniella Trajano Dalff morreu após a explosão de dinamite em um garimpo em Mato Grosso

  • Vítima era filha de um casal de empresários e cursava engenharia

  • Daniella era uma das poucas mulheres no país com licença para manusear explosivos

Daniella Trajano Dalff, filha de um casal de empresários de Mato Grosso, morreu na última sexta-feira (20) após a explosão de dinamite em um garimpo localizado na região denominada Serrinha, a 18 km de Guarantã do Norte (MT). O Corpo de Bombeiros foi acionado às 8h da manhã para atender a ocorrência.

A vítima, de 28 anos, foi identificada pela equipe da Politec (Perícia Oficial e Identificação Técnica). Além dela, Mário Lucier Caldeira, de 49 anos, morreu no acidente. Segundo os bombeiros, os dois corpos estavam parcialmente carbonizados.

Leia também:

Segundo reportagem do portal UOL, Daniella era uma das poucas mulheres atuando como bláster no país, como são chamados os que possuem licença para manusear explosivos. Ela sonhava concluir o curso de engenharia de minas na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) para trabalhar na empresa dos pais, uma companhia atacadista de bombas e compressores.

"Ela tinha dois irmãos e três sobrinhos pequenos, que eram os 'xodós' dela. Ela amava crianças, era super mãezona de todo mundo. Inclusive das amigas", revela a amiga de adolescência Saruy Virgínia Moraes, de 27 anos.

"Todas as amigas chamavam ela para batizar. Ela era incrível, adorava cozinhar para os amigos, adorava música, festas e viajar. Viajamos juntos com um grupo de amigos recentemente, foi muito gostoso e divertido", lembra.

Saruy e amigos mais próximos de Dani foram para a casa dos pais dela, em Cuiabá, ajudar com as questões burocráticas do velório.

Em nota ao portal UOL, a polícia informou que uma equipe da GOE (Gerência de Operações Especiais) foi deslocada até Guarantã do Norte "para análise de risco e manuseio dos explosivos". Um inquérito policial será instaurado para apurar a origem dos explosivos e as circunstâncias do incidente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos