Empresária presa por mandar matar namorado é diagnosticada com câncer no cérebro

·2 min de leitura
Anne e o namorado assassinado, Vitor - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Anne e o namorado assassinado, Vitor - Foto: Reprodução/Redes Sociais
  • Anne Cipriano foi diagnosticada com tumor e submetida a cirurgia no início de outubro

  • Ela está presa preventivamente pelo assassinato de Vitor Lúcio Jacinto

  • A defesa da empresária pediu que ela possa fazer prisão domiciliar 

Presa sob a acusação de arquitetar o assassinato do próprio namorado, a empresária Anne Cipriano Frigo foi diagnosticada com câncer no cérebro. As informações são do G1.

A mulher de 46 anos está internada desde outubro no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. A defesa da empresária informou que ela passou por cirurgia para retirada do tumor no dia 5 do mês passado.

"Ela está com câncer cerebral. Passou pela cirurgia para extração do tumor, mas ainda terá de fazer quimioterapia e radioterapia", explicou o advogado Celso Sanchez Vilardi.

Anne está algemada em um quarto sob escolta de agentes da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP). Vilardi explicou que entrou com pedido para que ela cumpra a prisão preventiva em casa, por conta da doença e das sessões de quimioterapia e radioterapia.

“Entramos com um HC [Habeas Corpus] no TJ [Tribunal de Justiça, em São Paulo] e no STJ [Superior Tribunal de Justiça, em Brasília]. Peço que ela possa ficar em casa para o tratamento.”

Relembre o caso

Anne foi presa preventivamente no fim de junho, acusada de mandar matar Vitor Lúcio Jacinto, de 42 anos. A empresária sempre negou a autoria do crime.

O corpo de Vitor foi encontrado no dia 18 daquele mês, parcialmente queimado, próximo à represa Guarapiranga em São Paulo.

Corpo foi encontrado próximo à represa (Stanzel\ullstein bild via Getty Images)
Corpo foi encontrado próximo à represa (Stanzel\ullstein bild via Getty Images)

Carlos Alex Ribeiro de Souza, de 28 anos, corretor de imóveis e amigo do casal, foi preso pela execução do assassinato. Segundo o Ministério Público, ele teria recebido R$ 200 mil de Anne pelo crime.

O assassino confessou ter atirado em Vitor pelas costas e acusou a empresária de contratá-lo para o crime. Segundo ele, Anne teria alegado traições do namorado para querer matá-lo.

A mulher, por sua vez, afirmou que Carlos matou Vitor porque era apaixonado por ela. Ambos são réus no processo que apura os crimes de homicídio doloso qualificado, roubo, ocultação de cadáver e fraude processual.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos