Empresária proíbe entrada de homens em loja de SP após casos de assédio

·2 min de leitura
Cartaz explica a proibição - Foto: Arquivo Pessoal
Cartaz explica a proibição - Foto: Arquivo Pessoal
  • Empresária proibiu entrada de homens com mau comportamento em sua loja no interior de São Paulo

  • Ela explicou que tomou a decisão após diversos casos de assédio contra clientes e funcionárias

  • Por outro lado, animais de estimação são bem-vindos no estabelecimento

Após inúmeros casos de assédio contra clientes e funcionárias, uma empresária no interior de São Paulo decidiu impedir a entrada de homens com alguns comportamentos em sua loja.

Andrea Costa colocou cartazes expressando a proibição a esses homens em seu estabelecimento de venda de roupas e acessórios em São José dos Campos.

"Eles (homens) entravam na loja, ficavam atrás das mulheres. Quando não era depreciando o corpo delas, era olhando para elas trocando de roupa no provador através das cortinas. Temos um estúdio de fotografia dentro da loja e muitos homens vinham e entravam apenas para olhar as modelos", explicou ao G1 a empresária.

Um cartaz na entrada da loja avisa: “Homens, se não forem provar, esperem o lado de fora da loja!”. Um outro papel explica que, caso adentrem o estabelecimento, pessoas do sexo masculino estão proibidas de reproduzir alguns comportamentos:

  • Depreciar o corpo de suas mulheres

  • “Comer” as modelos com os olhos, ao invés de enaltecer a beleza de suas acompanhantes

  • Andar atrás das esposas dando palpites e desaprovando tudo que ela gostou

  • Ser “mão de vaca”

  • Ir um dia com a esposa e no outro com a amante

Andrea relatou que foram tantos os casos de assédio em sua loja que chegou a criar ambientes estratégicos para que os homens não tivessem acesso ao estúdio onde as modelos tiram fotos.

"Às vezes preciso fechar a vitrine, porque muitos deles ficam no vidro tentando olhar para as modelos. Outros humilhavam as companheiras, reclamando do decote ou desautorizando o uso de uma ou outra peça de roupa. É muito constrangedor para nós, para os clientes, para minhas funcionárias. Foi o único jeito de oferecer segurança para todas aqui", manifestou.

Pets são bem-vindos

Por outro lado, um cartaz manifesta que os animais de estimação das clientes são bem-vindos no estabelecimento, inclusive com água, ração e biscoitos disponíveis para eles.

“Precisamos de ações contundentes como essa para criar uma sociedade melhor e mais justa para todos”, avalia Andrea.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos