Empresário acusa família de mentir sobre Schumacher

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Schumacher sofreu acidente esquiando no fim de 2013. Foto: Mark Thompson/Getty Images
Schumacher sofreu acidente esquiando no fim de 2013. Foto: Mark Thompson/Getty Images

Billy Weber, lendário empresário de Michael Schumacher, já com 80 anos e que lançou o livro sobre sua vida pronto "Gasolina no sangue - Michael Schumacher, o cavalo vencedor", afirma viver uma década em tortura, desde o acidente de esqui de Michael em 2013.

"Foi uma grande dor para mim", afirmou em entrevista para o jornal La Gazzetta dello Sport. "Tentei centenas de vezes entrar em contato com Corinna e ela não atendeu. Liguei para Jean Todt para perguntar se deveria ir ao hospital e ele me disse para esperar, que era muito cedo. Liguei no dia seguinte e ninguém atendeu. Eu não esperava um comportamento assim e ainda estou bravo com isso", diz o excêntrico representante alemão.

Leia também:

"Eles me mantiveram de fora, me dizendo que é muito cedo, bem, agora é muito tarde. Já se passaram nove anos. Talvez eles devessem apenas dizer como ele está", esbravejou o empresário.

"Consegui entender a situação inicialmente, pois sempre fiz tudo o que pude para que Michael protegesse sua vida privada. Mas desde então só ouvimos mentiras deles", diz ele. Quase 10 anos após o acidente, dificilmente há uma declaração oficial sobre sua condição ou consequências, que vazou para este ou aquele amigo próximo.

"Anos depois do acidente, eu disse a mim mesmo para cuidar apenas da família, já que não podia mudar as coisas. Ele era como um filho para mim. Ainda hoje dói falar sobre isso", encerrou.

O piloto alemão foi levado de helicóptero para o hospital após o golpe na cabeça em 29 de dezembro de 2013, para estabilizá-lo e depois foi levado ao hospital universitário de Grenoble, onde foi operado duas vezes. Lá ele permaneceu em coma por seis meses, até que acordou em junho de 2014.

Desde então, a família Schumacher decidiu ficar em silêncio até setembro de 2021, quando a Netflix lançou um documentário que narra seus sucessos como profissional e o infortúnio após o acidente.

Em 2021, o neurologista Erich Riederer expandiu um pouco mais qual era a situação do estado de saúde de Schumacher: “Acho que ele está em estado vegetativo, o que significa que está acordado, mas não responde. Provavelmente senta-se e dá pequenos passos com ajuda, mas não mais. Acho que isso é o máximo para ele. Existe alguma chance de vê-lo como ele era antes do acidente? Acho que não”, explicou o especialista.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos