Empresário que organizou encontro de Bolsonaro com sertanejos em churrascaria está entubado com Covid

·2 minuto de leitura
Uugton Batista da Silva, empresário internado com Covid-19 em Goiás, ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) - Foto: Alan Santos/PR
Uugton Batista da Silva, empresário internado com Covid-19 em Goiás, ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) - Foto: Alan Santos/PR
  • Empresário que fazia ponte entre sertanejos e Bolsonaro está intubado com Covid-19

  • Uugton da Silva organizou evento que ganhou notoriedade por forte ataque de Bolsonaro contra jornalistas

  • Nesta quarta-feira (08), presidente jantou com outros empresários em SP e foi cobrado por vacinação lenta

Uugton Batista da Silva, empresário que organizou um almoço de Jair Bolsonaro (sem partido) com cantores sertanejos em janeiro, está intubado em decorrência de complicações da Covid-19. As informações são da coluna do jornalista Guilherme Amado, da revista Época.

Silva, que está internado em uma UTI em Goiânia, empenhou esforços em juntar artistas da música sertaneja em uma reunião com o presidente Bolsonaro e outros ministros de seu governo. O encontro se deu em uma churrascaria. A maioria dos presentes não usava máscara, item primordial para a proteção contra o novo coronavírus

Leia também

O evento ganhou notoriedade por uma fala exaltada do presidente contra jornalistas enquanto Ernesto Araújo, agora ex-ministro das Relações Internacionais, gargalhava. À época, Bolsonaro estava incomodado com a repercussão dos gastos astronômicos de sua gestão com itens alimentares como leite condensado

Mesmo antes da pandemia do novo coronavírus, Silva já fazia pontes entre artistas e o presidente. Em abril de 2019, o empresário levou o cantor Amado Batista ao Palácio do Planalto para encontrar com Bolsonaro. 

De acordo com a coluna, Silva é recém-filiado ao bolsonarista PTB. No mês passado, o empresário foi nomeado assessor especial de Roberto Jefferson, um dos maiores entusiastas da gestão Bolsonaro, na presidência do partido.

Bolsonaro jantou com empresários em São Paulo

Durante jantar em São Paulo, presidente ouviu cobranças de empresários por vacinação lenta no país - Foto: AP Foto/Eraldo Peres
Durante jantar em São Paulo, presidente ouviu cobranças de empresários por vacinação lenta no país - Foto: AP Foto/Eraldo Peres

O presidente Jair Bolsonaro se reuniu na noite desta quarta-feira (07) com um grupo de pelo menos 20 empresários na casa de Washington Cinel, dono da empresa Gocil, do setor de segurança, em São Paulo. De acordo com o jornal O Globo, os empresários transmitiram ao presidente uma grande preocupação com o ritmo lento de vacinação contra a Covid-19 no país. O grupo também teria cobrado Bolsonaro pela realização de reformas. 

Segundo o relato de testemunhas ao jornal, o presidente se mostrou confiante no fato de que o Congresso dará andamento rápido às reformas propostas pelo governo. Bolsonaro teria dito, e reiterado, que a pandemia não pode levar o Brasil à "miséria total". 

Durante o evento, segundo a apuração do jornal, boa parte dos empresários declarou ser contra o lockdown, quando autoridades proíbem a circulação de pessoas, embora defendam medidas de distanciamento. O Brasil passa pelo pior momento da pandemia, chegando a registrar mais de 4 mil mortes diárias por Covid-19. 

Ao Globo, um dos presentes afirmou que quase todas as pessoas estavam de máscara durante o evento.