Empresário norte-americano é preso por tocar nádegas de mulher em hotel de luxo em SP

Empresário foi preso após caso em hotel de luxo - Foto: Reprodução/Rosewood
Empresário foi preso após caso em hotel de luxo - Foto: Reprodução/Rosewood
  • Empresário dos EUA foi preso na semana passada em São Paulo, acusado de importunação sexual

  • Ele teria apalpado as nádegas de uma mulher desconhecida em um hotel de luxo

  • O suspeito afirmou que estava alcoolizado e confundiu a vítima com sua noiva

Um empresário norte-americano foi preso na última quarta-feira (14), em um hotel de luxo na cidade de São Paulo, após apalpar as nádegas de uma mulher desconhecida.

De acordo com informações do g1, o caso aconteceu em um bar que fica dentro do hotel cinco estrelas Rosewood naquela madrugada, mas somente agora foi revelado.

O suspeito foi identificado como Salvador Ahumada Sanchez, de 47 anos. A Polícia Civil o prendeu em flagrante e o indiciou por importunação sexual.

Levado para o 78º DP (Jardins), o empresário prestou depoimento, no qual disse não se lembrar do ocorrido, uma vez que havia ingerido grandes quantidades de bebida alcoólica. Ele ressaltou, ainda, que provavelmente confundiu a vítima com sua noiva.

Salvador foi liberado e responderá pelo crime em liberdade. Se for considerado culpado, ele pode pegar até cinco anos de prisão.

Entenda o caso

A vítima, de 48 anos, contou à polícia que estava com o marido, de 51, em uma confraternização com amigos no bar. Após deixar a pista de dança, ela foi abordada por Salvador e recebeu um tapa em suas nádegas.

Ainda segundo o depoimento, o marido presenciou o episódio e foi tirar satisfação com o empresário. Eles se desentenderam e precisaram ser separados, momento no qual a polícia foi acionada.

A noiva de Salvador também foi ouvida pela polícia e confirmou a versão do companheiro, de que ambos haviam ingerido grandes quantidades de álcool.

"Em certo momento, ambos se dirigiram ao banheiro. Relatou que ambos saíram juntos do toalete” e que "acredita que ele a confundiu com a vítima e por isso que ele teria desferido um tapa nas partes íntimas”, diz trecho do depoimento registrado pela polícia.