Empresário teria estuprado e obrigado outras mulheres a tatuar iniciais, apura MP

Mulher foi forçada a tatuar as iniciais do empresário: TFV - Foto: Reprodução/TV Globo
Mulher foi forçada a tatuar as iniciais do empresário: TFV - Foto: Reprodução/TV Globo
  • Dez novos casos de estupro do empresário Thiago Brennand estão sendo investigados

  • Ele teria obrigado duas das vítimas a tatuarem seuas iniciais

  • Thiago já havia sido denunciado por estupros, agressão, assédio, entre outros

O Ministério Público apura novas denúncias contra o empresário Thiago Brennand Fernandes Vieira, acusado de diversos crimes ao longo dos últimos anos. As novas investigações são de estupro.

Dez mulheres procuraram a polícia e denunciaram o suspeito por violência sexual, juntando-se a outras que já haviam feito o mesmo. Duas delas acusam Thiago de obrigá-las a tatuar suas iniciais.

Em entrevista à TV Globo no início do mês, uma mulher já havia acusado o empresário pelo mesmo motivo e chegou a mostrar a tatuagem que ele a obrigou a fazer, com as letras "TFV" e um símbolo utilizado como uma espécie de logo próprio pelo rapaz em suas roupas.

Segundo informações do jornal Folha de S.Paulo, os novos casos de estupro teriam ocorrido entre os dois últimos anos em Porto Feliz, interior paulista, onde Thiago tem residência em um condomínio de luxo.

As vítimas seriam mulheres que o empresário conheceu pelas redes sociais ou pessoalmente e que tiveram algum tipo de contato ou relacionamento com ele.

O advogado Marcio Janjacomo explicou ao g1 que, além das denúncias por estupro, pediu que a Promotoria apure os crimes de cárcere privado, maus-tratos e lesão corporal.

Histórico de acusações

O nome de Thiago Brennand veio à tona após ele ser flagrado pela câmera de segurança de uma academia de luxo, em São Paulo, agredindo e cuspindo em uma modelo.

Desde então, foram descobertos diversos processos movidos contra o empresário, por assédio, agressão, dívidas, entre outros.

Um primo do empresário também revelou que foi "presenteado" com um caixão e passou a ser chamado por ele de "Cancinho" enquanto lutava contra um câncer.