Empresas de tecnologia oferecem cursos e bolsas de estudos; vejas as vagas

·3 min de leitura
  • Foco das inscrições é por mulheres e pessoas negras;

  • Objetivo é desenvolver novos talentos que podem ser aproveitados pela própria empresa, ou parceiros;

  • Segundo Brasscom, há cerca de 24 mil vagas não preenchidas no mercado.

A área de tecnologia é a que mais cresce no mundo, mas no Brasil, estima-se que faltam profissionais na hora. Segundo um levantamento da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), são cerca de 24 mil vagas não preenchidas. É por isso que grandes empresas decidiram apostar na formação dos próprios profissionais, com cursos gratuitos e parceria de bolsas de estudos. Veja as vagas que encontramos

XP Inc e Tera

A XP Inc. irá dar 50 bolsas de estudos integrais no curso de Ciência de Dados da Tera. O curso, que será 100% online, terá duração de nove meses. Nele, os estudantes terão aulas de análise e estruturação de dados, machine learning e storytelling. Além disso, os participantes terão mentorias sobre carreira, construção de portfólios e receberão ofertas de trabalho em companhias parceiras.

Com o objetivo de aumentar a diversidade na área de análise e ciência de dados, o público-alvo das bolsas são mulheres e pessoas negras.

As inscrições vão até o dia 21 de novembro e poderão ser feitas através deste link.

Leia também:

Vtex

A Vtex oferece bolsas de estudos para o Diverse Ecommerce Training Brasil. A única exigência é que até dezembro de 2022 estejam formados no curso superior. A cada edição são abertas inscrições para um grupo específico. A deste ano é voltada para pessoas negras de todos os gêneros (cis ou trans). 

As inscrições estão abertas para pessoas de todo o Brasil através do link.

Poupay+

A Poupay+ é uma fintech de gestão financeiras exclusiva para mulheres. Pnesando em ajudar as empreendedoras a se melhor prepararem, a Poupay+ criou a Jornada do Empreendedorismo Feminino, com 21h de conteúdo exlusivo, que aborda a teoria, conceitos, princípios e prática do empreendedorismo.

O material, dividido em 7 módulos de 3 horas, está no aplicativo da fintech (Android e iOS). As interessadas devem se inscrever até o dia 30 de outubro.

Blue EdTech

A Blue EdTech é uma escola de tecnologia e progrmação que, além de ensinar, ajuda ao estudante a conquistar uma vaga de emprego nas empresas parceiras. Seu curso tem 12 meses de duração, com cinco horas diárias, de segunda a sexta. Divido em desenvolvimento de software (back-end, front-end, full stack) e analytics (ciência de dados), as aulas começam a partir de 17 de janeiro.

O curso, no entanto, não é gratuito, mas segundo Daniela Lopes, CEO da Blue, o aluno só começa a pagar quando entrar no mercado.

Para se inscrever, os interessados devem se inscrever até 19 de dezembro no link

iFood

A iFood criou a Potência Tech, uma plataforma 100% online que dá acesso a cursos e formações em back-end, front-end, web full stack e ciência de dados, além de anúncio de vagas de empregos. Com o objetivo de reverter a situação de escassez de vagas, o iFood vai a além e coloca como público alvo pessoas de perfis sub-representados no mercado, ou em situação de vulnerabilidade social.

As inscrições estão abertas para pessoas de todo o Brasil, maior de 18 anos, e que estejam dentro dos critérios de seleção. Os interessados devem visitar o site do projeto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos