Empresas de venture capital apostam alto em criptomoedas

Por Tom Wilson e Medha Singh e Lisa Pauline Mattackal

(Reuters) - Nem tudo é pessimismo.

Mesmo enquanto o setor de criptomoedas estremece, firmas de venture capital (VC) estão investindo dinheiro em startups de moeda digital e blockchain em um ritmo que deve superar o recorde do ano passado.

No primeiro semestre do ano, os VCs apostaram 17,5 bilhões de dólares nessas empresas, segundo dados do PitchBook. Isso coloca o investimento em curso para superar o recorde de 26,9 bilhões de dólares arrecadado no ano passado, um período mais aquecido e feliz para bitcoin e companhia.

"As condições atuais do mercado - não acho que incomodem os investidores", disse Roderik van der Graf, fundador da empresa de investimentos Lemniscap, com sede em Hong Kong e que se concentra em criptoativos e blockchain. "O capital disponível é enorme."

Os fundos de VC oferecem financiamento para empresas jovens nas quais enxergam fortes perspectivas de crescimento. Os dados sugerem uma fé sólida no futuro da tecnologia de criptoativos e blockchain, apesar de seis meses difíceis para o setor.

Ventos contrários macroeconômicos e problemas em grandes projetos fizeram o bitcoin despencar cerca de 65% em relação ao seu recorde atingido em novembro de 69.000 dólares, com o valor geral do mercado de criptomoedas caindo em dois terços, para 1 trilhão de dólares.

As empresas estremeceram com a queda dos preços, sendo que a exchange norte-americana Coinbase Global e a plataforma NFT OpenSea estiveram entre aquelas que demitiram centenas de funcionários.

No entanto, alguns VCs estão dando de ombros, com muitos alocando recursos substanciais, à medida que sua confiança na tecnologia subjacente por trás das criptomoedas permanece forte.

Mas nem todos os investidores são tão otimistas diante da carnificina das criptomoedas.

David Siemer, presidente-executivo da empresa de gerenciamento de criptomoedas Wave Financial, com sede no Estado norte-americano da Califórnia, disse que havia sinais de retração nas altas avaliações das empresas de criptomoedas no ano passado.

"Isso vai ficar muito pior - estamos há alguns meses neste ciclo. No último ciclo, o sofrimento para aqueles procurando financiamento foi de cerca de 12 meses."

EUA

A América do Norte, por muito tempo o principal local para negócios de venture capital, voltou a ser o foco da atividade com cerca de 11,4 bilhões de dólares nos seis meses até junho, contra 15,6 bilhões de dólares em todo o ano passado.

Os números contrastam com a atividade geral de capital de risco nos Estados Unidos, onde os negócios caíram para 144,2 bilhões de dólares no primeiro semestre, de 158,2 bilhões de dólares no mesmo período do ano passado, devido às condições macro e à turbulência do mercado.

Entre os mega negócios de criptomoedas nos EUA em 2022 estão 400 milhões de dólares arrecadados pelo braço norte-americano da exchange de criptomoedas FTX em janeiro; uma rodada de captação de 450 milhões de dólares pelo desenvolvedor de blockchain ConsenSys em março; e 400 milhões de dólares levantados pelo emissor de stablecoin Circle um mês depois.

A atividade também é forte na Europa, com 2,2 bilhões de dólares em investimentos de capital de risco no primeiro semestre do ano.

(Reportagem de Tom Wilson, em Londres, e Medha Singh e Lisa Pauline Mattackal, em Bengaluru)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos