Encomenda suspeita leva Embaixada da Rússia a acionar polícia em Brasília

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) foi acionada, nesta quinta-feira, para examinar uma encomenda suspeita, enviada pelos Correios à Embaixada da Rússia em Brasília. O objeto foi detonado por explosão e levado à Polícia Civil, que irá investigar se a caixa recebida é ou não um artefato explosivo.

Segundo a PMDF, os policiais foram chamados, por volta de 10h, pelos seguranças da embaixada, que isolaram a caixa. Em seguida, foi dado início à Operação Petardo — nome dado ao atendimento de ocorrências em casos de suspeita de artefato explosivo —com a participação do Esquadrão de Bombas do Batalhão de Operações Especiais (Bope).

A caixa foi examinada e levado para um local seguro, onde ocorreu a detonação, que é um procedimento técnico padrão: usa-se uma carga explosiva para destruir um artefato suspeito. A encomenda agora passará por uma perícia.

A Rússia está em guerra com a Ucrânia desde fevereiro deste ano. Com isso, a preocupação com a segurança de embaixadas e consulados aumentou. O GLOBO ainda não conseguiu contato com a representação de Moscou em Brasília.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos