Encontro de FHC e Lula desagrada articuladores de "terceira via" contra Bolsonaro

·2 minuto de leitura
  • O encontro de FHC e Lula desagradou políticos que articulam uma "terceira via" contra Bolsonaro

  • Lula e FHC se reuniram para almoçar, e o petista compartilhou um registro nas redes sociais

  • Os dois não se encontravam desde 2017, quando FHC visitou no hospital Marisa Letícia, ex-primeira dama

O encontro dos ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT) contrariou políticos que tentam viabilizar uma "terceira via" contra Jair Bolsonaro na eleição de 2022.

Segundo reportagem do jornal Folha de S.Paulo, uma das lideranças envolvidas no diálogo entre as diversas forças de centro e centro-direita diz que o PSDB precisa ir para o divã resolver suas questões.

Leia também

A legenda, afirmou a liderança à publicação, tem hoje três pré-candidatos, porém o mais viável deles, o governador de São Paulo João Doria, aparece com 3% nas pesquisas.

Também se surpreenderam com o encontro o grupo de pré-candidatos que inclui o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, o ex-ministro Ciro Gomes, o fundador do partido Novo, João Amoedo, e o apresentador Luciano Huck.

Uma foto dos dois ex-presidentes juntos foi compartilhada nas redes sociais do petista por sua assessoria. A postagem revela que a articulação do encontro foi do ex-ministro Nelson Jobim: "A convite do ex-ministro Nelson Jobim, o ex-presidente Lula e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso se reuniram para um almoço com muita democracia no cardápio".

"Os ex-presidentes tiveram uma longa conversa sobre o Brasil, sobre nossa democracia, e o descaso do governo Bolsonaro no enfrentamento da pandemia”, relatou a equipe de Lula.

O encontro dos ex-presidentes movimentou grupos de WhatsApp que reúnem tucanos da velha guarda. Alguns deles culpam o ex-ministro Nelson Jobim, que recebeu os dois em sua casa, de ter agido de má-fé ao promover a reunião sabendo que FHC, sendo de "boa-fé", não recusaria.

Os dois não se encontravam desde 2017, quando Fernando Henrique foi ao hospital visitar Marisa Letícia, ex-primeira dama.