Encontro discute inovação no setor público

·2 min de leitura

Começa hoje (9) a Semana de Inovação 2021, que promoverá debates, oficinas e troca de experiências sobre a implantação de soluções tecnológicas por instituições do Poder Público nas três esferas da administração. Neste ano, o tema é “Ousar transformar”. O evento é promovido pela Escola Nacional da Administração Pública (Enap), pelos ministérios da Economia e da Ciência, Tecnologia e Inovações, pelo Tribunal de Contas da União (TCU), pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso Brasil).

Segundo os organizadores, o objetivo é fomentar uma cultura de inovação em instituições públicas e estimular projetos disruptivos (que provoquem ruptura com padrões já estabelecidos), a fim de contribuir com a transformação digital do Estado no Brasil.

A Enap considera que a iniciativa tem papel de “curadoria de ideias” e de temas de fronteira relacionados à tecnologia e inovação e sua interface com a aplicação em órgãos públicos.

Entre os conferencistas confirmados estão o fundador da plataforma Wikipedia, Jimmy Wales; o fundador da Khan Academy, Sal Khan; a economista italiana referência em inovação Mariana Mazzucatto; o autor de livros de divulgação científica Steven Pinker; a pesquisadora venezuelana Carlota Perez e a jornalista Anne Applebaum.

Estão previstos debates sobre transformação digital no serviço público, transformação no contexto atual do mundo, situação da covid-19 e as emergências climáticas, economia da transformação, uso de tecnologias da informação e comunicação nas cidades.

Estão previstas apresentações de projetos de inovação, os chamados "pitchs", conversas sobre governo digital (iGov) e discussões sobre desafios para o futuro a partir da perspectiva da inovação e de soluções disruptivas.

Segundo o presidente da Enap, Diogo Costa, serão mais de 150 atividades, selecionadas a partir de 700 propostas enviadas. O evento terá ampla participação não somente do setor público, mas também do setor privado e da academia, de dentro e fora do Brasil.

“Temos programação muito forte. Temos dois fundadores e criadores de duas das plataformas de conhecimento mais importantes, a Khan Academy e a Wikipedia. Essas experiências mostram como é que a Internet pode ser usada não para gerar polarização e desconfiança, mas para construir conhecimento - conseguir, a partir de um grupo grande, construir convergências”, disse Costa.

O encontro será totalmente online. As inscrições podem ser feitas no site do evento, onde também estão disponíveis informações sobre a programação.

Matéria alterada às 09h17 para acréscimo de informações no primeiro parágrafo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos