Encontro entre Lula e Nicolás Maduro na Argentina é cancelado

Eles estão em Buenos Aires para a reunião de cúpula da Celac (Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos)

Lula e Maduro em 19 de maio, 2011 (Foto: ELMER MARTINEZ/AFP via Getty Images)
Lula e Maduro em 19 de maio, 2011 (Foto: ELMER MARTINEZ/AFP via Getty Images)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não se reunirá mais nesta segunda-feira (23) com o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro. A informação foi anunciada pelo governo federal e registrada pelo portal g1.

Segundo assessores do presidente, o cancelamento do encontro foi decidido pelo governo venezuelano. O motivo não foi informado.

Os dois estão em Buenos Aires, na Argentina, para a reunião de cúpula da Celac (Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos), marcada para acontecer amanhã (24).

Esta é a primeira viagem internacional de Lula após tomar posse como presidente da República. O petista viajou para o país vizinho no domingo (22). No Twitter, ele afirmou a viagem serve para retomar a parceria entre Brasil e Argentina.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Encontros bilaterais. Nesta viagem, Lula deve ter seis reuniões bilaterais, como com o presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, informou o portal g1.

Agenda

Na manhã de hoje, o petista se reúne com Alberto Fernández, presidente argentino, na Casa Rosada. Antes, Lula participa de uma oferenda de flores na Plaza San Martín.

Nas redes sociais, o presidente declarou: “Hoje estarei com o presidente da Argentina, Alberto Fernández, em reuniões com o governo e o setor privado argentino. A relação de parceria entre nossos países é antiga e vamos aprofundar a cooperação pelo desenvolvimento da região e o melhor para nossos povos.”

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Lula também deve se reunir com empresários e, à noite, deve ir a um concerto musical no Centro Cultural Kirchner.

Comitiva presidencial

Seis ministros acompanham Lula na primeira viagem internacional. São eles:

  • Mauro Vieira (Relações Exteriores);

  • Fernando Haddad (Fazenda);

  • Nísia Trindade (Saúde);

  • Márcio Macêdo (Secretaria-Geral da Presidência);

  • Luciana Santos (Ciência e Tecnologia);

  • Paulo Pimenta (Secretaria de Comunicação Social).

Governo anterior. Por questões ideológicas, Jair Bolsonaro (PL) não visitou a Argentina desde quando Fernández assumiu o poder, em 2019. O ex-presidente também isolou o Brasil dos demais países vizinhos.