Endrick se torna segundo mais jovem a marcar na história do Campeonato Brasileiro; veja top-10

O jovem atacante Endrick, do Palmeiras, fez história na noite desta terça-feira contra o Athletico Paranaense. Além de ter se tornado o jogador mais novo a atuar e a fazer um gol pelo alviverde, ele também entrou para a seleta lista de mais jovens a marcarem pelo Campeonato Brasileiro. De acordo com um levantamento do site oGol, o brasiliense de 16 anos só fica atrás de Antônio Carlos Oliveira de Matos. Mais conhecido como Toninho de Matos, ele é dono do recorde desde 1978.

Campeonato Brasileiro: Flamengo e Palmeiras duelam pelo posto de maior campeão; veja os líderes desde 1959

Flamengo x Athletico: final da Libertadores é teste importante para seis jogadores às vésperas do Catar

Hoje com 60 anos, Toninho balançou as redes pela primeira vez aos 15 anos, 9 meses e 16 dias, durante uma partida entre Comercial (MS) e Mixto. O gol saiu já no final do confronto, que terminou empatado em 2 a 2.

Confira ranking

1. Toninho de Matos

15 anos, 9 meses e 16 dias: pelo Comercial, no empate com o Mixto, em 1978

2. Endrick

16 anos, 3 meses e 5 dias: pelo Palmeiras, na vitória por 3 a 1 sobre o Athletico, em 2022 (marcou duas vezes)

3. Jô

16 anos, 5 meses e 4 dias: pelo Corinthians, na vitória por 3 a 1 do time sobre o Internacional, em 2003

4. Anderson

16 anos, 6 meses e 10 dias: atuando pelo Grêmio, na derrota por 3 a 1 no clássico com o Inter, em 2004

5. Reinaldo

16 anos, 7 meses e 25 dias: pelo Atlético-MG, na vitória sobre o Comercial (MS), por 3 a 1, em 1973

6. Odilon

16 anos, 8 meses e 28 dias: atuando pelo Sport, no empate em 2 a 2 com o Paysandu, em 1973

7. Marquinhos

16 anos, 9 meses e 14 dias: pelo Pinheiros-PR, no empate em 1 a 1 com o Vila Nova, 1985

8. Narcélio

16 anos, 9 meses e 31 dias: na derrota por 2 a 1 do Central-PE para o Ceará, em 1979

9. Victor Andrade

16 anos, 10 meses e 10 dias: na goleada do Santos por 4 a 2 sobre o Cruzeiro, em 2012

10. Tiquinho

16 anos, 10 meses e 21 dias: na vitória do Botafogo por 2 a 1 sobre o Guarani, em 1975