Enem 2021: Tema da redação é "invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil"

·2 min de leitura
  • O ministro da Educação, Milton Ribeiro, divulgou o tema da redação do Enem 2021

  • O tema é: "Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil"

  • A redação faz parte do primeiro dia de prova, realizada neste domingo (21)

O tema da redação do Enem 2021 foi "invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil". A informação foi divulgada no Twitter do ministro da Educação, Milton Ribeiro.

A redação faz parte do primeiro dia de prova, realizada neste domingo (21). O tema proposto é o mesmo para quem faz o Enem Digital. Os candidatos têm até as 19h para terminar o exame.

No total, 3.109.762 pessoas se inscreveram para a edição atual do Enem, menor número registrado desde 2005. O segundo dia de provas está marcado para o próximo domingo (28).

Neste domingo (21), os candidatos fazem a redação e respondem a 45 questões de linguagens e a 45 de ciências humanas. As provas serão aplicadas das 13h30 às 19h. No segundo dia de prova, que será em 28 de novembro, os candidatos responderão a 45 questões de ciências da natureza e 45 de matemática. O exame ocorrerá entre as 13h30 e as 18h30.

A cúpula do Ministério da Educação (MEC) tentou incluir profissionais na elaboração do Exame Nacional do Ensino Médio deste ano, sem que eles passassem pelo processo seletivo. No total, são 22 pessoas, incluindo apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), de acordo com o jornal do Estado de S. Paulo.

As pessoas teriam sido selecionadas por Danilo Dupas, presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), com a anuência do MEC. O problema foi descoberto por servidores do Inep em abril e culminou em um pedido de demissão do coordenador da área.

A lista tinha 15 nomes de pessoas que passaram e foram aprovadas na seleção. Este grupo, juntamente com os 22 agregados que não passaram pelo processo de seleção, iriam receber a vacina contra a covid-19 de forma prioritária, por conta do trabalho presencial, que é realizado em salas fechadas, pela segurança da prova.

A questão da vacinação chamou a atenção de muitos servidores e acabou com os 37 pedidos de demissão na semana passada. Estes funcionários acusam o presidente Dupas de assédio moral e desconsideração de critérios técnicos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos