Enem 2022: está com Covid-19 e vai perder a prova? Para solicitar reaplicação do exame, estudante precisa de atestado

Participantes do Exame Nacional do Ensino Médio acometidos por doenças infectocontagiosas, como a Covid-19, poderã solicitar poderão solicitar a reaplicação do exame, que será aplicado em mais de 1,7 mil municípios hoje e no próximo domingo. Um aumento de casos da doença tem sido detectado em todo o país.

Ao vivo: Enem 2022: gabarito extraoficial, correção ao vivo e notícias do primeiro dia

Guia do Enem: qual o horário da prova e do fechamento dos portões?

De acordo com o edital do Enem, o pedido de reaplicação deve ser feito em até cinco dias úteis após o último dia de aplicação, ou seja, até o dia 25 de novembro. O aluno deve fazer a solicitação através da Página do Participante. Cada demanda será analisada individualmente pelo Inep. A reaplicação do Enem será nos dias 10 e 11 de janeiro de 2023.

No caso de doenças infectocontagiosas, o participante deve anexar um documento legível que comprove a condição que motiva a solicitação da reaplicação. Para ser considerado válido para análise, o documento deve conter os seguintes dados:

Nome completo do participante;

Diagnóstico com a descrição da condição que motivou a solicitação e/ou o código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10);

Assinatura e identificação do profissional competente, com respectivo registro do Conselho Regional de Medicina (CRM), do Ministério da Saúde (RMS) ou de órgão competente.

Assim, testes do tipo PCR, desde que constem com assinatura de um médico devidamente registrado, podem ser utilizados no pedido. Procurados, o Ministério da Educação e o Inep ainda não esclareceram se testes de farmácia podem ser usados para fundamentar o pedido de reaplicação.

O portal do Inep especifica que o uso da máscara de proteção facial é obrigatório nos locais de prova, exceto nos estados e municípios onde esse uso esteja liberado, por decreto ou ato administrativo, em locais fechados.

Além da Covid serão aceitas justificativas de candidatos com tuberculose, coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenzae, doença meningocócica e outras meningites, varíola, influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola, varicela.