Enem: devo estudar na véspera? Como lidar com a ansiedade? Que lanche levar?

Posso estudar na véspera do Enem? Que horas devo dormir? Que lanche eu levo? Qual é a melhor ordem para fazer as provas? O GLOBO preparou uma série de perguntas e respostas para ajudar os candidatos no dia anterior e na hora das avaliações de Redação, Linguagens e Ciências Humanas.

As informações são de João Jacomelli, professor de História do Colégio e Curso AZ, parceiro da Plataforma AZ; Fabiana Lessa, professora de HDV (Habilidade de Vida) disciplina socioemocional do Matriz; da coordenadora acadêmica Priscilla Barreiros, do Colégio e Curso Ao Cubo; e de Antônia Burke, responsável pela área sociemocional do Grupo Raiz Educação.

O que fazer na noite anterior da prova?

Alimentação leve e bom sono na noite anterior são fundamentais para manter a energia corporal equilibrada para a prova. Deixe tudo pronto para o dia seguinte: separe a roupa (atenção ao clima e à possibilidade de um ar-condicionado no local de prova), o lanche, o cartão de confirmação, documento com foto e canetas pretas de corpo transparente. Fique em casa, veja um filme ou série e vá dormir cedo.

É recomendável estudar na véspera?

Nas horas anteriores à prova, a indicação é relaxar. Evite revisões e estudos para que a mente descanse nas horas finais e não aumente a tensão.

Que horas acordar?

Coloque o despertador para um horário em que você consiga fazer tudo com calma. Pense que você vai precisar se arrumar, comer e se deslocar até o local de prova. Separe tempo suficiente para realizar todas essas tarefas com calma.

O que comer no dia?

Como a prova é no horário do almoço, dê atenção especial à alimentação. Caso você acorde muito cedo, tome um bom café da manhã e faça outra refeição, leve, antes de sair de casa, por volta das 10h30. Caso acorde mais tarde, faça apenas uma refeição reforçada por volta das 10h30, mas sem exageros. Evite fazer algo muito diferente da sua rotina tradicional.

Como lidar com a ansiedade antes da prova?

Pensamentos motivadores. Foque em todas as coisas que você realizou para alcançar esse objetivo, valorizando seu mérito. Alimente a ideia de que a prova é a materialização de um sonho e este é o primeiro passo para realizá-lo. A prova depende de vários fatores e nem tudo está sob nosso controle. Foque naquilo que depende de você. Dar o seu melhor significa fazer por você mesmo(a). Nesse momento, comparações e cobranças externas atrapalham.

Que tipo de lanche é mais adequado?

É interessante levar lanches práticos que não sejam pesados ou gordurosos. Boas pedidas são frutas desidratadas ou frescas, castanhas, chocolate e biscoitos. E não esqueça de uma garrafinha d’água sem rótulo, como exige o edital.

Começo a redação antes ou depois das provas objetivas?

Para a professora Fernanda Pessoa, que treinou três das 22 notas mil do Brasil em 2021, a melhor estratégia é começar a prova fazendo o rascunho da redação. Depois, o candidato deve fazer a prova com qual mais se identifica e, em seguida, voltar para passar a redação a limpo.

Há folha de rascunho para redação?

Sim. Mas não é permitido o uso de lápis e borracha. Apenas caneta preta.

Qual a melhor estratégia para responder as provas objetivas?

Os professores recomendam sempre priorizar a área do conhecimento na qual o aluno é melhor e observar as questões mais fáceis. Caso não consiga resolver imediatamente alguma questão, marque-a com um sinal e pule!

Devo me dedicar às questões difíceis?

Nunca fique muito tempo em uma questão, ou terá que “chutar” muitas ao final da prova. Por causa do tipo de correção que é feito no Enem, a Teoria de Resposta ao Item (TRI), é fundamental não chutar aleatoriamente questões, sem ter tido tempo de lê-las. Lembre-se que as questões mais fáceis têm mais importância na TRI. Aliás, não se deixe impactar pelas questões muito difíceis: elas são poucas e, muitas vezes, pouco decisivas.