Enem: Inep divulga guias de correção de redação com materiais para alunos surdos e dislexos

Bruno Alfano
·1 minuto de leitura
Marcelo Theobald / Agência O Globo

RIO - O Inep publicou guias de como faz a correção das provas de redação do Enem. O material serve para orientar a preparação dos candidatos.

A cartilha mostra que as redações do Enem são avaliadas de acordo com cinco competências e detalha o que é esperado do candidato em cada uma delas. A nota pode chegar a mil pontos, mas o estudante também pode ter nota zero.

Na cartilha estão as razões que podem zerar a nota, como fuga ao tema, extensão total de até sete linhas, trecho deliberadamente desconectado do tema proposto, não obediência à estrutura dissertativo-argumentativa e desrespeito à seriedade do exame. Desrespeito aos direitos humanos causa a punição.

Neste ano, a novidade é um guia específico para alunos surdos e outro para estudantes dislexos.

No guia para candidatos dislexos, por exemplo, a correção da competência "Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa" considerará que esses estudantes tem determinadas dificuldades que desconderará "desvios de convenções da escrita" como substituições de letras, sílabas ou palavras com diferenças mínimas de grafia (m-n, i-j,v-u); substituições de letras cujos sons são acusticamente próximos (/v/-/f/, /g/-/c/, /d/-/t/); escrita espelhada ou invertida; entre outros.

As cartilhas pode ser acessadas no site do Inep (clique aqui).

As provas serão aplicadas nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021 (versão impressa) e 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021 (versão digital).

Além da redação, a prova conta com 45 questões em cada prova das quatro áreas de conhecimento: linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; e matemática e suas tecnologias.