Enem: No Twitter, Weintraub sugere adiar o exame 'de 30 a 60 dias'

Gabriela Oliva e
O ministro da Educação, Abraham Weintraub, sugeriu em sua rede social adiar o Enem 'de 30 a 60 dias'.

RIO - Um dia após o Senado aprovar o adiamento de exames de acesso ao ensino superior, entre eles o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o ministro da Educação, Abraham Weintraub, publicou na tarde nesta quarta-feira (20) em seu Twitter que "sugere" que a data do Enem, marcada para o início de novembro, seja adiada "de 30 a 60 dias".

"Diante dos recentes acontecimentos no Congresso e conversando com líderes do centro, sugiro que o Enem seja adiado de 30 a 60 dias", declarou. "Peço que escutem os mais de 4 milhões de estudantes já inscritos para a escolha da nova data de aplicação do exame", afirmou Weintraub.