Enem: veja os temas mais cobrados na prova de Ciências Humanas e suas tecnologias; com questões

·18 min de leitura

No próximo domingo, 21 de novembro, os candidatos farão o primeiro dia de provas do Enem 2021. Nesta primeira etapa, além da Redação, serão feitas questões de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Ciências Humanas e suas Tecnologias.

Na reta final de preparação para o exame, é importante direcionar os estudos para os assuntos mais incidentes na prova. Assim, é possível garantir pontos importantes, que podem fazer a diferença na hora de conseguir uma vaga na universidade. Com ajuda dos professores do Colégio e Curso AZ e da Plataforma AZ de Aprendizagem Rodrigo Magalhães, de Geografia, e Roberta Luz, de História, listamos os dez assuntos mais comuns na prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias. Confira abaixo.

Geografia

Globalização

O fenômeno da globalização é um dos assuntos mais incidentes na prova do Enem na parte de Ciências Sociais e suas Tecnologias. O tema está relacionado ao processo de integração econômica e até política dos países, que foi possibilitado pelo avanço dos sistemas de transporte e comunicação. Justamente por vivermos em um mundo globalizado, por exemplo, que a Covid-19 espalhou-se rapidamente e abalou não só os sistemas de saúde, como também a economia de vários países (veja aqui como a pandemia pode ser abordada na prova do Enem).

Veja abaixo questões sobre globalização que já caíram no Enem.

Enem 2019

Quanto mais a vida social se torna mediada pelo mercado global de estilos, lugares e imagens, pelas viagens internacionais, pelas imagens da mídia e pelos sistemas de comunicação interligados, mais as identidades se tornam desvinculadas — desalojadas — de tempos, lugares, histórias e tradições específicos e parecem “flutuar livremente”. Somos confrontados por uma gama de diferentes identidades (cada qual nos fazendo apelos, ou melhor, fazendo apelos a diferentes partes de nós), dentre as quais parece possível fazer uma escolha. [HALL, S. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.]

Do ponto de vista conceitual, a transformação identitária descrita resulta na constituição de um sujeito

(A) Altruísta.

(B) Dependente.

(C) Nacionalista.

(D) Multifacetado.

(E) Territorializado.

Gabarito: D

Enem 2019

Saudado por centenas de militantes de movimentos sociais de quarenta países, o papa Francisco encerrou no dia 09/07/2015 o 2º Encontro Mundial dos Movimentos Populares, em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. Segundo ele, a “globalização da esperança, que nasce dos povos e cresce entre os pobres, deve substituir esta globalização da exclusão e da indiferença”. [Disponível em: http://cartamaior.com.br. Acesso em: 15 jul. 2015 (adaptado).]

No texto há uma crítica ao seguinte aspecto do mundo globalizado:

(A) Liberdade política.

(B) Mobilidade humana.

(C) Conectividade cultural.

(D) Disparidade econômica.

(E) Complementaridade comercial.

Gabarito: D

População

O assunto população, muito comum também nas provas do Enem, envolvem temas como pirâmide etária, taxas de natalidade e mortalidade, fluxos migratórios, mortalidade infantil, expectativa e etc. Os estudos sobre população ocorrem baseados em dados de censos demográficos e pesquisas populacionais. Veja abaixo duas questões sobre o tema.

Enem 2020 PPL

A pirâmide de formato triangular da década de 1970 foi dando lugar a uma pirâmide mais retangular de base mais estreita e topo mais largo. Em 1991, a população de 0 a 14 anos correspondia a 34,7% da população brasileira, tendo passado para 24,1% em 2010. A população em idade ativa, entre 15 e 59 anos, por sua vez, passou de 58,0% a 65,1% no mesmo período. [IBGE. Brasil em números. Rio de Janeiro: IBGE, 2014.]

As alterações no perfil demográfico brasileiro, descritas no texto, trouxeram como consequência socioeconômica o(a)

(A) Aumento da mortalidade infantil.

(B) Crescimento das desigualdades regionais.

(C) Redução dos gastos na educação superior.

(D) Restrição no atendimento público hospitalar

(E) Expansão na demanda por ocupações laborais.

Gabarito: E

Enem 2019

O meu pai era paulista

Meu avô, pernambucano

O meu bisavô, mineiro

Meu tataravô, baiano

Vou na estrada há muitos anos

Sou um artista brasileiro

[CHICO BUARQUE. Paratodos. 1993. Disponível em: www.chicobuarque.com.br. Acesso em: 29 jun. 2015 (fragmento).]

A característica familiar descrita deriva do seguinte aspecto demográfico:

(A) Migração interna.

(B) População relativa.

(C) Expectativa de vida.

(D) Taxa de mortalidade.

(E) Índice de fecundidade.

Gabarito: A

Urbanização

A urbanização é outro assunto recorrente no Enem. Ele se refere ao crescimento populacional e territorial das cidades, suas causas e consequências, como o êxodo rural e problemas habitacionais enfrentadas por pessoas de baixa renda. Veja questões:

Enem 2020

A expansão das cidades e a formação das aglomerações urbanas no Brasil foram marcadas pela produção industrial, e pela consolidação das metrópoles como locais de seu desenvolvimento. Na segunda metade do século XX, as metrópoles brasileiras estenderam-se por áreas de ocupação contínua, configurando densas regiões urbanizadas. [MOURA.R. Arranjos urbano-regionais no Brasil: especificidades e reprodução de padrões. Disponível em: www.http://www.ub.edu. Acesso em: 11 fev. 2015]

O resultado do processo geográfico descrito foi o(a):

(A) Valorização da escala local.

(B) Crescimento das áreas periféricas.

(C) Densificação do transporte ferroviário.

(D) Predomínio do planejamento estadual.

(E) Inibição de consórcios intermunicipais.

Gabarito: B

Enem 2019

O consumo da habitação, em especial aquela dotada de atributos especiais no espaço urbano, contribui para o entendimento do fenômeno, pois certas áreas tornam-se alvos de operações comerciais de prestígio com a produção e/ou a renovação de construções, diferente de outras porções da cidade, dotadas de menor infraestrutura. [SANTOS, A. R. O consumo da habitação de luxo no espaço urbano parisiense. Confins, n. 23, 2015 (adaptado).]

O conceito que define o processo descrito denomina-se:

(A) Escala cartográfica.

(B) Conurbação metropolitana.

(C) Território nacional.

(D) Especulação imobiliária.

(E) Paisagem natural.

Gabarito: D

Impactos Ambientais

As cidades altamente urbanizadas, o uso cada vez maior de meios de transporte individuais, o consumo de plástico e outros materiais descartáveis que geram cada vez mais lixo estão impactando diretamente o meio ambiente. Este assunto é recorrente nas provas do Enem. Veja questões.

Enem 2020 - PPL

A ampliação das áreas urbanizadas, devido à construção de áreas impermeabilizadas, repercute na capacidade de infiltração das águas no solo, favorecendo o escoamento superficial, a concentração das enxurradas e a ocorrência de ondas de cheia. A urbanização afeta o funcionamento do ciclo hidrológico, pois interfere no rearranjo dos armazenamentos e na trajetória das águas. [CHRISTOFOLETTI, A. Aplicabilidade do conhecimento geomorfológico nos projetos de planejamento. In: GUERRA, A. J. T.; CUNHA, S. B. (Org.). Geomorfologia: uma atualização de bases e conceitos. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008.]

Considerando esse contexto, que fator contribui para a diminuição das enchentes em áreas urbanas?

(A) Pavimentação das vias.

(B) Criação de espaços verdes.

(C) Verticalização das moradias.

(D) Adensamento das construções.

(E) Assoreamento dos canais de drenagem.

Gabarito: B

Enem 2020

TEXTO I

TEXTO II

O Rio Tietê está morto. Ao menos uma parte dele: 137 quilômetros, para ser mais preciso. Uma pesquisa da Fundação SOS Mata Atlântica mostra que, em 2016, o trecho do rio com qualidade de água classificada como ruim ou péssima começa em Itaquaquecetuba, passa por toda a Região Metropolitana de São Paulo e chega até Cabreúva, já no interior de São Paulo. Nesse trecho, a água não tem oxigênio suficiente para abrigar vida. [Disponível em http//época.globo.com. Acesso em: 7 dez 2017 (adaptado).]

Considerando a análise dos textos, a condição atual desse rio tem como origem a:

(A) Valorização do sitio urbano.

(B) Extinção da vegetação nativa.

(C) Recepção de densa carga de dejetos.

(D) Captação desordenada do regime pluvial.

(E) Expansão do uso de defensivos químicos.

Gabarito: C

Geografia física

O assunto sobre geografia física é bem amplo. Envolve, por exemplo, temas como cartografia, clima, agentes internos e externos do relevo. Por ter uma vasta quantidade de assuntos, vale a pena dar uma revisada em cada um deles, pois há grandes chances deles aparecerem no Enem.

Enem 2020 - Digital

Os canais meândricos são encontrados, com frequência, nas áreas úmidas cobertas por vegetação ciliar, descrevem curvas sinuosas harmoniosas e semelhantes entre si. Várias são as condições essenciais para o desenvolvimento dos meandros: camadas de detritos de granulação móvel, coerentes, firmes e não soltas; gradientes moderadamente baixos; fluxos contínuos e regulares; cargas em suspensão e de fundo em quantidades mais ou menos equivalentes. [GUERRA, A. J. T.; CUNHA, S. B. (Org.). Geomorfologia: uma atualização de bases e conceitos. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1994.]

A drenagem fluvial apresentada desenvolve-se em qual ambiente topográfico?

(A) Vales encaixados.

(B) Escarpas íngremes.

(C) Depressões absolutas.

(D) Planícies sedimentares.

(E) Cordilheiras montanhosas.

Gabarito: D

Enem 2020 Digital

Com base no mapa, a área com maior suscetibilidade natural à ocorrência de erosão no Brasil é o(a)

(A) Interior da Região Norte.

(B) Depressão do Pantanal.

(C) Extremo oeste amazônico.

(D) Faixa litorânea do Sudeste.

(E) Região da Mata dos Cocais.

Gabarito: D

História

Período Colonial

O período do Brasil Colônia começou com a chegada da primeira expedição colonizadora chefiada por Martim Afonso de Souza, em 1530 até a independência do Brasil, em 1822. São quase 300 anos de história, o que inclui desde a divisão do território brasileiro em capitanias hereditárias, passando pelo governo-geral, mão de obra escravizada, ciclo do açúcar, entradas e bandeiras, ciclo do ouro, revoltas colonais, transferência da Família Real para o Brasil, entre outros temas. Veja questões.

Enem 2020 Digital

As pessoas do Rio de Janeiro se fazem transportar em cadeirinhas bem douradas sustentadas por negros. Esta cadeira é seguida por um ou dois negros domésticos, trajados de librés mas com os pés nus. Se é uma mulher que se transporta, ela tem frequentemente quatro ou cinco negras indumentadas com asseio; elas vão enfeitadas com muitos colares e brincos de ouro. Outras são levadas em uma rede. Os que querem andar a pé são acompanhados por um negro, que leva uma sombrinha ou guarda-chuva, como se queira chamar.[LARA, S. H. Fragmentos setecentistas. São Paulo: Cia. das Letras, 2007 (adaptado).]

Essas práticas, relatadas pelo capelão de um navio que ancorou na cidade do Rio de Janeiro em dezembro de 1748, simbolizavam o seguinte aspecto da sociedade colonial:

(A) A devoção de criados aos proprietários, como expressão da harmonia do elo patriarcal.

(B) A utilização de escravos bem-vestidos em atividades degradantes, como marca da hierarquia social.

(C) A mobilização de séquitos nos passeios, como evidência do medo da violência nos centros urbanos.

(D) A inserção de cativos na prestação de serviços pessoais, como fase de transição para o trabalho livre.

(E) A concessão de vestes opulentas aos agregados, como forma de amparo concedido pela elite senhorial.

Gabarito: B

Enem 2019

A partir da segunda metade do século XVII, o número de escravos recém-chegados cresce no Rio e se estabiliza na Bahia. Nenhum lugar servia tão bem à recepção de escravos quanto o Rio de Janeiro. [FRANÇA, R. O tamanho real da escravidão. O Globo, 5 abr. 2015 (adaptado).]

Na matéria, o jornalista informa uma mudança na dinâmica do tráfico atlântico que está relacionada à seguinte atividade:

(A) Coleta de drogas do sertão.

(B) Extração de metais preciosos.

(C) Adoção da pecuária extensiva.

(D) Retirada de madeira do litoral.

(E) Exploração da lavoura de tabaco.

Gabarito: B

República Oligárquica

O período da História do Brasil conhecida como República Oligárquica foi marcado pela alternância de poder entre as oligarquias de Minas Gerais e São Paulo, que ocorreu entre os anos de 1894 e 1930. O período ficou marcado pela política do Café com Leite e pelas práticas de coronelismo. Esse período foi marcado também por protestos, como a Revolta da Vacina e a Revolta da Chibata. Confira questões.

Enem 2020 Digital

Chamando o repórter de “cidadão”, em 1904, o preto acapoeirado justificava a revolta: era para “não andarem dizendo que o povo é carneiro. De vez em quando é bom a negrada mostrar que sabe morrer como homem!”. Para ele, a vacinação em si não era importante — embora não admitisse de modo algum deixar os homens da higiene meter o tal ferro em suas virilhas. O mais importante era “mostrar ao governo que ele não põe o pé no pescoço do povo”. [CARVALHO, J. M. Os bestializados: o Rio de Janeiro e a República que não foi. São Paulo: Cia. das Letras, 1987 (adaptado).]

A referida Revolta, ocorrida na cidade do Rio de Janeiro no início da República, caracterizou-se por ser uma:

(A) Agitação incentivada pelos médicos.

(B) Atitude de resistência dos populares.

(C) Estratégia elaborada pelos operários.

(D) Tática de sobrevivência dos imigrantes.

(E) Ação de insurgência dos comerciantes.

Gabarito: B

Enem 2018

Rodrigo havia sido indicado pela oposição para fiscal duma das mesas eleitorais. Pôs o revólver na cintura, uma caixa de balas no bolso e encaminhou-se para seu posto. A chamada dos eleitores começou às sete da manhã. Plantados junto da porta, os capangas do Trindade ofereciam cédulas com o nome dos candidatos oficiais a todos os eleitores que entravam. Estes, em sua quase totalidade, tomavam docilmente dos papeluchos e depositavam-nos na urna, depois de assinar a autêntica. Os que se recusavam a isso tinham seus nomes acintosamente anotados. [VERISSIMO, E. O tempo e o vento. São Paulo: Globo, 2003 (adaptado).]

Erico Veríssimo tematiza em obra ficcional o seguinte aspecto característico da vida política durante a Primeira República:

(A) Identificação forçada de homens analfabetos.

(B) Monitoramento legal dos pleitos legislativos.

(C) Repressão explícita ao exercício de direito.

(D) Propaganda direcionada à população do campo.

(E) Cerceamento policial dos operários sindicalizados.

Gabarito: C

Idade Média

A Idade Média é o período que começou em 476 d.C., com a queda do Império Romano do Ocidente e terminou em 1453, com a tomada de Constantinopla pelos turcos-otomanos. O período foi marcado pela consolidação do feudalismo na Europa Ocidental, pelo período medieval. Os historiadores consideram que na Idade Média o desenvolvimento científico, tecnológico e artístico foi insignificante. Veja questões:

Enem 2018 PPL

TEXTO I

É da maior utilidade saber falar de modo a persuadir e conter o arrebatamento dos espíritos desviados pela doçura da sua eloquência. Foi com este fim que me apliquei a formar uma biblioteca. Desde há muito tempo em Roma, em toda a Itália, na Germânia e na Bélgica, gastei muito dinheiro para pagar a copistas e livros, ajudado em cada província pela boa vontade e solicitude dos meus amigos. [GEBERTO DE AURILLAC. Lettres. Século X. Apud PEDRERO-SÁNCHEZ, M. G. História da Idade Média: texto e testemunhas. São Paulo: Unesp, 2000.]

TEXTO II

Eu não sou doutor nem sequer sei do que trata esse livro; mas, como a gente tem que se acomodar às exigências da boa sociedade de Córdova, preciso ter uma biblioteca. Nas minhas prateleiras tenho um buraco exatamente do tamanho desse livro e como vejo que tem uma letra e encadernação muito bonitas, gostei dele e quis comprá-lo. Por outro lado, nem reparei no preço. Graças a Deus sobra-me dinheiro para essas coisas. [AL HADRAMI. Século X. Apud PEDRERO-SÁNCHEZ, M. G. A Península Ibérica entre o Oriente e o Ocidente: cristãos, judeus e muçulmanos. São Paulo: Atual, 2002.]

Nesses textos do século X, percebem-se visões distintas sobre os livros e as bibliotecas em uma sociedade marcada pela

A) Difusão da cultura favorecida pelas atividades urbanas.

B) Laicização do saber, que era facilitada pela educação nobre.

C) Ampliação da escolaridade realizada pelas corporações de ofício.

D) Evolução da ciência que era provocada pelos intelectuais bizantinos.

E) Publicização das escrituras, que era promovida pelos sábios religiosos.

Gabarito: D

Enem 2013 PPL

Queixume das operarias da seda

Sempre tecemos panos de seda

E nem por isso vestiremos melhor [...]

Nunca seremos capazes de ganhar tanto

Que possamos ter melhor comida [...]

Pois a obra de nossas mãos

Nenhuma de nós terá para se manter [...]

E estamos em grande miséria

Mas, com os nossos salários, enriquece aquele para quem trabalhamos

Grande parte das noites ficamos acordadas

E todo o dia para isso ganhar

Ameaçam-nos de nos moer de pancada

Os membros quando descansamos

E assim, não nos atrevemos a repousar.

[CHRÉTIEN DE TROYES apud LE GOFF. J. Civilização do Ocidente Medieval. Lisboa: Edições 70, 1992.]

Tendo em vista as transformações socioeconômicas da Europa Ocidental durante a Baixa Idade Média, o texto apresenta a seguinte situação:

(A) Uso da coerção no mundo do trabalho artesanal.

(B) Deslocamento das trabalhadoras do campo para as cidades.

(C) Desorganização do trabalho pela introdução do assalariamento.

(D) Enfraquecimento dos laços que ligavam patrões e empregadas.

(E) Ganho das artífices pela introdução da remuneração pelo seu trabalho.

Gabarito: A

Primeiro Reinado

É definido como a fase inicial do período monárquico no Brasil, logo após a independência, em 1822, indo até a abdicação do imperador D. Pedro I, em 1831. Ele foi marcado por muitos atritos entre o Dom Pedro I e as elites do Brasil. A Constituição de 1824, por exemplo, foi cercada de conflitos: o imperador mandou dissolver a Assembleia Nacional Constituinte e vários parlamentares foram presos. Veja questões:

Enem 2020 Digital

Depois da Independência, em 1822, o país enfrentaria problemas que com frequência emergiram durante a formação dos Estados nacionais da América Latina. Em muitas regiões do Brasil, essas divergências foram acompanhadas de revoltas, inclusive contra o imperador D. Pedro I. Com a abdicação deste, em 1831, o país atravessaria tempos ainda mais turbulentos sob o regime regencial.

[REIS, J. J. Rebelião escrava no Brasil: a história do Levante dos Malês em 1835. São Paulo: Cia. das Letras, 2003 (adaptado).]

A instabilidade política no país, ao longo dos períodos mencionados, foi decorrente da(s)

A) Disputas entre as tendências unitarista e federalista.

B) Tensão entre as forças do Exército e Marinha nacional.

C) Dinâmicas demográficas nas fronteiras amazônica e platina.

D) Extensão do direito de voto aos estrangeiros e ex-escravos.

E) Reivindicações da ex-metrópole nas esferas comercial e diplomática.

Gabarito: A

Enem 2019

Art. 90. As nomeações dos deputados e senadores para a Assembleia Geral, e dos membros dos Conselhos Gerais das províncias, serão feitas por eleições, elegendo a massa dos cidadãos ativos em assembleias paroquiais, os eleitores de província, e estes, os representantes da nação e província.

Art. 92. São excluídos de votar nas assembleias paroquiais:

I. Os menores de vinte e cinco anos, nos quais se não compreendem os casados, os oficiais militares, que forem maiores de vinte e um anos, os bacharéis formados e os clérigos de ordens sacras.

II. Os filhos de famílias, que estiverem na companhia de seus pais, salvo se servirem a ofícios públicos.

III. Os criados de servir, em cuja classe não entram os guarda-livros, e primeiros caixeiros das casas de comércio, os criados da Casa Imperial, que não forem de galão branco, e os administradores das fazendas rurais e fábricas

IV. Os religiosos e quaisquer que vivam em comunidade claustral.

V. Os que não tiverem de renda líquida anual cem mil réis por bens de raiz, indústria, comércio, ou emprego.

[BRASIL. Constituição de 1824. Disponível em: www.planalto.gov.br. Acesso em: 4 abr. 2015 (adaptado).]

De acordo com os artigos do dispositivo legal apresentado, o sistema eleitoral instituído no início do Império é marcado pelo(a):

A) Representação popular e sigilo individual.

B) Voto indireto e perfil censitário.

C) Liberdade pública e abertura política.

D) Ética partidária e supervisão estatal.

E) Caráter liberal e sistema parlamentar.

Gabarito: B

História da Antiguidade

A Antiguidade é o período da História que vai desde a descoberta da escrita até o declínio do Império Romano Ocidental em 476 d.C. É nesta época em que surgem os primeiros povos civilizados. Na Antiguidade oriental destacam-se os egípcios, hebreus, fenícios e mesopotâmicos. Já na Antiguidade ocidental, a Grécia Antiga e a Roma Antiga ganharam destaque. Os povos Maias, Incas e Astecas também são dessa época. Veja questões:

Enem 2020 PPL

Na Mesopotâmia, os frutos da civilização foram partilhados entre diversas cidades-estados e, no interior delas, entre vários grupos sociais, se bem que desigualmente. No Egito dos faraós, os frutos em questão concentraram-se quase somente na Corte real e, secundariamente, nos centros regionais de poder. Se na Mesopotâmia o comércio cedo começou a servir também à acumulação de riquezas privadas, no Egito as trocas importantes permaneceram por mais tempo sob controle do Estado. [CARDOSO, C. F. Sociedades do antigo Oriente Próximo. São Paulo: Ática, 1986 (adaptado).]

Um fator sociopolítico que caracterizava a organização estatal egípcia no contexto mencionado está indicado no(a)

(A) Atrofiamento da casta militar.

(B) Instituição de assembleias locais.

(C) Eleição dos conselhos provinciais.

(D) Fortalecimento do aparato burocrático.

(E) Esgotamento do fundamento teocrático.

Gabarito: D

Enem 2020

Na Grécia, o conceito de povo abrange tão somente aqueles indivíduos considerados cidadãos. Assim é possível perceber que o conceito de povo era muito restritivo. Mesmo tendo isso em conta, a forma democrática vivenciada e experimentada pelos gregos atenienses nos séculos IV e V a.C. pode ser caracterizada, fundamentalmente, como direta. [MANDUCO, A Ciência Política. São Paulo: Saraiva. 2011.]

Naquele contexto, a emergência do sistema de governo mencionado no excerto promoveu o(a)

A) Competição para a escolha de representantes.

B) Campanha pela revitalização das oligarquias.

C) Estabelecimento de mandatos temporários.

D) Declínio da sociedade civil organizada.

E) Participação no exercício do poder.

Gabarito: E

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos