Energia nuclear passa de vilã a mocinha do clima, em nome de metas ambientais

·1 min de leitura

Uma antiga vilã dos ecologistas agora interpreta o papel de mocinha: a energia nuclear volta com força nos projetos dos países desenvolvidos, desde que a crise energética encareceu os preços da eletricidade mundo afora. As usinas nucleares aparecem como a única alternativa capaz de produzir eletricidade em massa e não comprometer os compromissos de redução de emissões de efeito estufa e descarbonização da economia, até meados do século.

O argumento é tentador: elas emitem 15 vezes menos CO2 que as centrais a carvão, as mais poluentes, colocando-se ao lado de fontes renováveis como as eólicas e fotovoltaicas. Além disso, resultam em preços mais baixos da energia elétrica para os consumidores – na França, onde 70% da matriz é nuclear, a luz é uma das mais baratas da Europa.

Num contexto de explosão da demanda mundial pela retomada econômica da pandemia, os países desenvolvidos e grandes emergentes, como a China e a Índia, aceleram os projetos de ampliação do parque energético, com um lugar de destaque para as usinas nucleares. O objetivo número 1, fixado na última Conferência do Clima da ONU, em Glasgow, é sair definitivamente do carvão.

Por mais louváveis que sejam do ponto de vista ambiental, as energias renováveis se mostram insuficientes para suprir a demanda e ainda dependem de condições meteorológicas favoráveis, um desafio de peso nos países do Norte.

Riscos da energia nuclear


Leia mais

Leia também:
China promete alcançar a neutralidade de carbono até 2060, mas relança indústria do carvão
Questão das energias renováveis será desafio para presidência francesa da UE, diz especialista da UNB
COP26: mais de 80 países se comprometem a reduzir as emissões de metano em 30% até 2030

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos