Enfático, Cléber Machado fala sobre caso Robinho: 'Não é não'

LANCE!
·1 minuto de leitura


Durante a edição do 'Bem, Amigos!' da última segunda-feira, o narrador e apresentador Cléber Machado opinou sobre o caso Robinho. Enfático, o jornalista repetiu o lema usado por muitos sobre assunto de assédio sexua: não é não.

Ao lado de outros comentaristas, o narrador não se esquivou do tema e foi bastante direto ao falar da gravidade do crime, ainda citando números oficiais no país.

- Não devia nem existir esse tipo de coisa, mas existe. Aliás, existe um a cada oito minutos. Então, ainda tem mais isso. A cada oito minutos há um registro de estupro. (Crime) hediondo. É isso. É aquela frase que já fi dita: 'não é não' - afirmou.

Robinho foi condenado em novembro de 2017 a cumprir nove anos de prisão por abuso sexual com mais cinco brasileiros em Milão no dia 22 de janeiro de 2013. Como a condenação foi em primeira instância, a defesa recorreu da decisão e aguarda por um novo julgamento, que deve ocorrer em dezembro desde ano. Robinho sempre negou todas as acusações.

Nesta última sexta-feira, o "ge" publicou uma reportagem revelando trechos de conversas de Robinho com amigos que estão anexadas no processo no Tribunal de Milão. Nas conversas, o atacante debocha do caso e confessa que praticou sexo oral com a vítima desacordada, além de presenciar o ato sexual de seus amigos no recinto.

Pouco depois, o Santos publicou um comunicado em que confirma a suspensão do vínculo contratual com o jogador por conta da situação. O clube sofreu pressão de torcedores e até dos patrocinadores, que ameaçaram cancelar seus contratos caso Robinho permanecesse no Santos.