Enfermeira é atropelada por homem que agredia esposa no meio de rua em Goiânia

Antes de atropelar a enfermeira, o empresário a ameaçou de morte e falou para ela não se meter nas agressões (Foto: Getty Images)
Antes de atropelar a enfermeira, o empresário a ameaçou de morte e falou para ela não se meter nas agressões (Foto: Getty Images)

A enfermeira Leidiane Rodrigues Nazário, de 35 anos, foi atropelada e arrastada por cerca de 20 metros, pelo empresário Leonardo Oliveira Lobo de Souza, após ela se meter na briga que ele estava tendo com a esposa no meio da rua, em Goiânia, na noite de quinta-feira (24).

Segundo a delegada Azuen Albarello, que está com a investigação na 2ª Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), antes de atropelar a enfermeira, o empresário a ameaçou de morte e falou para ela não se meter nas agressões.

"Ele [empresário] disse para a Leidiane que em briga de 'marido e mulher, ninguém se mete. Eu vou te matar'. Isso, enquanto ele batia na esposa com socos e chutes e antes de atropelar a vítima", esclareceu a delegada.

Leidiane parou a moto no meio da rua do Bairro Jardim Abaporu para ajudar a mulher que levava socos e chutes do marido. Quando estacionou a moto a uns 100 metros de distância da briga, ela avisou que ia chamar a polícia.

Leonardo se irritou, entrou no carro e o jogou em cima da moto da enfermeira. Ela foi arrastada por cerca de 20 metros até bater em um poste.

A enfermeira está internada em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular de Goiânia, informou o portal g1.

Leidiane disse que teve uma fratura exposta no braço direito, uma lesão cervical, uma lesão na mandíbula, que tem que fazer cirurgia, quebrou três dentes, fraturou a bacia, o cóccix e a pelve, além de várias escoriações pelo corpo.

O empresário, segundo a Polícia Civil, está escondido junto com a mulher.

A delegada disse que pode ser estratégia para fugir da prisão e evitar que a esposa fale com a polícia sobre a agressão.

Ele pode responder na Justiça pelas duas tentativas de feminicídio.