Engenheiro do Twitter é demitido após ter discutido publicamente com Elon Musk

Engenheiro do Twitter é demitido após ter discutido publicamente com Elon Musk (Foto: Jakub Porzycki/NurPhoto via Getty Images)
Engenheiro do Twitter é demitido após ter discutido publicamente com Elon Musk (Foto: Jakub Porzycki/NurPhoto via Getty Images)
  • O confronto começou quando Musk se desculpou pelo fato do Twitter no Android ser “super lento em muitos países”;

  • O funcionário do Twitter que trabalhou no aplicativo, citou o post de Musk no Twitter alegando que o bilionário estava errado;

  • Após discussão via tweets, Musk, twittou que o engenheiro havia sido demitido.

Um engenheiro do Twitter foi demitido após ter discutido publicamente com o novo dono da rede social, Elon Musk, sobre o funcionamento do aplicativo. O confronto começou quando Musk se desculpou pelo fato de seu aplicativo Android ser “super lento em muitos países”, sugerindo que o aplicativo estava mal escrito.

Eric Frohnhoefer, um engenheiro do Twitter que trabalhou no aplicativo, citou o post de Musk no Twitter alegando que o homem mais rico do mundo estava errado. O funcionário disse que trabalhou no aplicativo Android do Twitter por cerca de seis anos.

Embora Frohnhoefer tenha admitido que há “muito espaço para melhorias de desempenho no Android”, ele contestou o diagnóstico de Musk sobre a origem dos problemas de velocidade.

Ele disse que os problemas estavam realmente relacionados ao fato de que o aplicativo está repleto de muitos recursos que poucas pessoas usam, que o programa ficou inchado com o tempo em um esforço para adicionar novas melhorias.

Frohnhoefer sugeriu que o Twitter faria bem em priorizar a redução do tamanho do aplicativo, excluindo recursos antigos e evitando adicionar muitos novos.

Os dois continuaram a discutir sobre o aplicativo Android, bem como sobre o Twitter em geral. Musk, então, twittou que o engenheiro havia sido demitido.

Muitos observaram que Frohnhoefer provavelmente estava se colocando em risco ao corrigir publicamente o novo proprietário do Twitter, especialmente porque ele já demitiu cerca de metade da força de trabalho da empresa. Na segunda-feira, esses avisos se provaram verdadeiros.

Ao longo do desacordo entre os dois, o engenheiro sugeriu que ele tinha uma gama de opções diferentes se deixasse o Twitter. Ele disse que seu LinkedIn “nunca foi tão popular” e recebeu publicamente uma mensagem de um desenvolvedor do Reddit sugerindo que ele poderia trabalhar lá.

Elon Musk é dono do Twitter há pouco mais de duas semanas, um período que foi amplamente marcado por operações caóticas e pela perda de mais da metade de sua equipe. Além das demissões em massa que começaram quase assim que Musk assumiu o comando da empresa, alguns dos executivos mais importantes do Twitter também teriam renunciado.