Engenheiro franco-espanhol perde testículo após ser agredido pela polícia em Paris

Um engenheiro franco-espanhol de 26 anos, que fotografava uma manifestação em Paris contra a reforma da Previdência, perdeu um testículo após ser atingido com um cassetete por um policial, disse seu advogado neste domingo (22), afirmando que ele irá processar.

Imagens que circulam nas redes sociais mostram um policial atingindo um homem que segurava uma câmera. O golpe foi dado na região da virilha. O homem estava caído no chão após ser derrubado por outro agente, segundo seu depoimento.

A advogada do homem disse que ele apresentou uma denúncia por violência física.

"É crime, não se trata de legítima defesa ou necessidade. Quero como prova as imagens que temos e o fato dele não ter sido preso depois", disse a advogada Lucie Simon.

"Foi um golpe tão forte que tiveram que remover um testículo. Um ato violento e gratuito que beira o sadismo", acrescentou a advogada do engenheiro, que permanece internado.

O incidente aconteceu em meio a confrontos entre manifestantes e forças de segurança, durante os quais foram lançados projéteis e usado gás lacrimogêneo.

A polícia de Paris pediu que "se esclareçam as circunstâncias exatas do incidente relatado", especificando que os fatos ocorreram "em um contexto de extrema violência em meio a uma manobra policial para prender indivíduos violentos".

A organização disse à AFP que uma investigação interna foi aberta no sábado.

tll-mk/lbx/tes/cls/an-sag/zm/mb/ap