Ensino 'com restrições' para mulheres

O talibã confirmou, neste domingo, que as afegãs vão poder frequentar universidades, mas separadas dos homens. O anúncio ocorre no momento em que o Ocidente acusa o regime fundamentalista, que tomou o poder do país há quase um mês, de querer negligenciar a educação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos