Entenda como funciona a associação que reúne as principais empresas de pesquisa do Brasil e seu código de ética

Para quem ainda não conhece a Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (Abep), é importante explicar que a entidade não atende apenas a empresas de pesquisa. Temos também associados da área de tecnologia, que têm atividades ligadas a levantamento de mercado, opinião e mídia. São empresas que realizam abordagens sistemáticas de dados, de modos manual, eletrônico ou por telefone com a finalidade de registrar, classificar e analisar comportamentos pessoais e sociais, opiniões, movimentos de organizações, atividades cotidianas, econômicas, sociais e políticas.

Para nós, o termo "pesquisa" é mais abrangente, pois envolve estudos relacionados aos meios social, industrial, quantitativo (base de dados), digital, recrutamento e seleção de respondentes, para discussões em grupo.

A Abep não é um órgão regulador da atividade. É uma entidade que estabelece critérios, os quais os associados assumem o compromisso voluntário de seguir e respeitar, por meio do nosso Código de Ética e de Autorregulamentação, visando à observância das melhores práticas no exercício da atividade.

A Abep tem ainda comitês e conselhos compostos por executivos das empresas associadas, que examinam e discutem os problemas de natureza conceitual e metodológica, balizados por normas e procedimentos técnicos que devem ser respeitados e praticados por todos os que trabalham e executam pesquisas.

Os órgãos da associação mantêm intercâmbio com universidades, faculdades, entidades e centros de ensino de pesquisa, associações nacionais e estrangeiras, sempre buscando a atualização permanente de suas associadas, nas áreas de conhecimento relacionadas com a pesquisa de mercado, opinião e mídia.

A Abep divulga, promove e desenvolve toda a atividade, atua na formação de profissionais por meio de cursos, conferências, seminários, congressos e publicações, fomentando e incentivando relacionamentos entre todos os atores da indústria de pesquisa, tanto no Brasil como no exterior, integrando profissionais de comunicação, marketing e ciências sociais.

Com tecnologia, entrevistas são gravadas

O avanço da tecnologia e a expansão da conectividade fazem com que os pesquisadores de mercado se atualizem para manter o seu protagonismo. A tecnologia ajuda na qualidade da coleta das informações, uma vez que as entrevistas, aplicadas em tablets ou telefones, são gravadas na íntegra para que, ao final da coleta, os pesquisadores tenham meios de verificação das respostas com aplicação do GPS, se as entrevistas foram realizadas nos pontos amostrais determinados.

Isso ignifica que a indústria da pesquisa está em constante busca pela excelência. Portanto, a Abep exerce o papel de balizadora e guardiã dos princípios que devem orientar a atuação dos seus 135 filiados.

* Presidente da Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (Abep)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos