Entenda como funcionam os planos de saúde digitais

·2 minuto de leitura
Healthcare business concept, Medical examination and growth graph data of business on tablet with doctor's health report clipboard on background.
Por serem totalmente digitais, os planos de saúde desse tipo visam assistir o paciente não só na doença como na saúde

A necessidade de isolamento e de distanciamento social fez com que muitos serviços se adaptassem para atender o público. Um deles são os planos de saúde, que precisaram investir em telemedicina e no envio de receitas e guias de exame até via SMS.

Todas essas mudanças, unidas aos reajustes excessivos, culminaram no surgimento - e crescimento - dos chamados planos de saúde digitais, que têm como proposta um atendimento mais personalizado e com mensalidades a preços mais convidativos. No entanto, é preciso ter atenção com algumas regras desse tipo de convênio médico.

Leia também:

Algumas operadoras digitais, como a QSaúde e a Alice, exigem que o paciente receba o atendimento de um médico de família antes de ir ao pronto-socorro, sob o risco de cobrança de coparticipação se ficar comprovado que não havia urgência na assistência.

Acompanhamento e negociação à distância

Outra característica dos planos de saúde digitais é o acompanhamento do paciente por meio de inteligência artificial e análise de dados. Por exemplo, se a pressão arterial do paciente variou muito em pelo menos duas consultas seguidas, o médico de família do plano recebe um alerta para verificar o quadro.

A Sami, plano de saúde digital exclusivo para pessoas jurídicas, também promove a negociação dos planos pelo celular. É possível fazer a contratação completa do serviço pelo aplicativo, sem a necessidade de corretores.

Diferenciais

Por serem totalmente digitais, os planos de saúde desse tipo visam assistir o paciente não só na doença como na saúde. A operadora Alice, além de médicos, oferece atendimento com preparadores físicos, nutricionistas e psicólogos.

A QSaúde também disponibiliza a chamada medicina preventiva por considerar que grande parte dos custos de seus beneficiados são decorrentes de doenças crônicas que não recebem os devidos cuidados.

Atendimento presencial

Como nem todos os procedimentos de saúde podem ser feitos virtualmente, os planos de saúde digitais contam com unidades para atendimentos mais específicos.

A Alice possui a Casa Alice, uma clínica própria, localizada em São Paulo, para a realização de consultas e exames. A Sami também possui uma unidade de saúde própria, dentro de seu hospital conveniado, no caso, a Beneficência Portuguesa, também em São Paulo.

Atenção aos preços

Antes de contratar qualquer plano de saúde, seja o tradicional ou o digital, é recomendável fazer simulações e comparar as vantagens e desvantagens de todas as opções.

Uma das vantagens dos planos da Alice e da QSaúde é serem individuais e regulados pela Agência Nacional de Saúde (ANS), o que significa que os reajustes costumam ser menores que os dos planos coletivos.

Entretanto, assim como os planos padrão, os digitais também cobram mensalidades que podem variar de acordo com a idade dos pacientes, ou seja, não são tão vantajosos assim para pessoas com mais de 50 anos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos