Entenda o caso da Mulher da Casa Abandonada em SP

Mansão alvo da polícia após a alta do podcast da
Mansão alvo da polícia após a alta do podcast da "A mulher da casa abandonada". (Foto: Reprodução/Google Street View)

A alta do podcast "A Mulher da Casa Abandonada", produzido pela Folha de S. Paulo, jogou luz sobre Margarida Bonetti, 63 anos, uma idosa que mora em uma mansão caindo aos pedaços, em Higienópolis, um dos bairros mais nobres de São Paulo.

A mulher era procurada pelo FBI após ser condenada por manter uma brasileira em condições análogas à escravidão por quase 20 anos nos Estados Unidos. Nesta quarta-feira (20), a "casa abandonada" foi alvo de uma ação midiática da Polícia Civil e trouxe o caso à tona nacionalmente. Entenda do que se trata:

Quem é Margarida Bonetti?

A idosa é herdeira de uma família rica de São Paulo e foi casada com o engenheiro Renê Bonetti. A história de Margarida Bonetti se tornou conhecida pelo grande público em junho pelo podcast da Folha de S.Paulo “Mulher da Casa Abandonada”.

Margarida Bonetti, protagonista do podcast
Margarida Bonetti, protagonista do podcast "A mulher da casa abandonada" (Foto: Reprodução/Instagram)

Do que Margarida Bonetti é acusada?

Margarida e o marido foram denunciados à polícia americana em 2000, acusados de cometer crimes nos Estados Unidos, como trabalho análogo à escravidão e agressão contra a ex-empregada doméstica.

De acordo com o podcast, Renê Bonetti chegou a ser julgado, condenado e preso nos Estados Unidos, onde cumpriu pena, e foi solto. Atualmente ocupa o cargo de diretor na empresa Northrop Grumman Innovation Systems.

Margarida Bonetti pode ser presa?

Não. Pois além de não há um mandado ou sequer uma investigação contra Margarida Bonetti, de acordo com o Código Penal brasileiro, depois de 20 anos, os crimes prescrevem, ou seja, não podem mais ser julgados.

E no período do julgamento Margarida fugiu para o Brasil, onde vive até hoje, na mansão em Higienópolis.

Por que a Polícia Civil entrou na casa de Margarida Bonetti?

A Polícia Civil de São Paulo, nesta quarta-feira (20) cumpriu um mandado de busca e apreensão na casa onde Margarida Bonetti mora.

A operação faz parte de um inquérito que investiga um possível abandono de incapaz tendo como vítima a moradora do casarão.

A Polícia Civil investiga as condições em que Margarida vive e avalia se ela tem condições de permanecer na casa.

Segundo a PC, Margarida vive em condições sanitárias precárias, mas prefere continuar na mansão.

Ainda de acordo com a polícia, a investigação começou depois que vizinhos da mansão ligaram para diversas delegacias, afirmando que uma pessoa que apresentava indícios de problemas de saúde mental estava no local e precisava de ajuda. Ela passou por avaliação médica, para ver se teria condições de ficar sozinha na casa, mas o resultado do laudo ainda não foi divulgado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos