Entenda os próximos passos do Vasco caso a venda da SAF para a 777 Partners seja aprovada

Clube passa por transição do futebol para a 777 Partners (Rafael Ribeiro/Vasco)


Este domingo é um dos dias mais importantes da história do Vasco. De forma híbrida, os sócios do Cruz-Maltino vão poder votar a venda ou não da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) do clube para a 777 Partners. O processo demorou oito meses. Agora, caso aprovada a conclusão do acordo, o departamento de futebol vascaíno entra numa nova era.

+ Veja 20 jogadores que atuam na China e caberiam no Brasil

A partir desta segunda-feira começam os efetivos trâmites de constituição da SAF. Toda a parte burocrática necessária para a fundação de uma nova instituição, a Vasco-SAF. A criação de uma conta bancária, inclusive. Tal processo deverá demorar dez dias. Aí sim deverá ser feito o primeiro aporte dos R$ 630 milhões previstos (R$ 70 milhões já foram tomados como empréstimo, anteriormente).

Já a rotina de pagamento das dívidas do clube deverá sofrer poucas alterações. Já existe um calendário sendo cumprido no clube junto a credores de toda ordem. E assim deverá seguir. Naturalmente, com mais recursos, descontos serão negociados.

É bastante provável que já nesta segunda a empresa estadunidense se manifeste oficialmente como a nova dona do futebol do Vasco. Para tornar públicas as pessoas e medidas já certas na nova fase.

-> Confira a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

Como a AGE é um evento do Vasco, nenhum dirigente da 777 é esperado no Calabouço. Caso reprovada a venda, a vida do clube de São Januário segue como está, e a empresa passa a ser mais uma credora do clube. Foram antecipados os R$ 70 milhões citados acima e o montante necessário para a compra de Palacios junto ao Internacional.