Entenda por que Ronaldo quer trocar Adidas pela Nike

Ronaldo tem a missão de aumentar todas as receitas do Cruzeiro (Fernando Moreno/AGIF) (Fernando Moreno/AGIF)

Ronaldo não esconde que está trabalhando nos bastidores para fazer da Nike a nova fornecedora de material esportivo do Cruzeiro. O Blog apurou que a intenção de rescindir com a Adidas tem a ver com questões financeiras do contrato, que só se encerra em 2025.

"O Cruzeiro não recebe qualquer valor fixo da Adidas. Toda a receita vem através dos royalties. E a parte do Cruzeiro é de aproximadamente 25% do valor de cada objeto comprado", explica uma fonte do clube, lembrando que o cálculo não é feito em cima do valor final do produto.

É aí que mora o problema! O Cruzeiro tem faturado entre R$ 3,5 milhões e R$ 4 milhões por ano com sua fornecedora de material esportivo. As cifras foram consideradas extremamente baixas pelo dono da SAF, que recorreu à Nike em busca de valores melhores.

Ronaldo é garoto-propaganda da Nike desde 1994. A parceria, que caminha para 30 anos, passou a ser vitalícia e é renovada automaticamente ano a ano.

Se o Fenômeno acha que o Cruzeiro recebe pouco hoje da Adidas, imagina o que pensaria em 2020 e 2021. Durante os dois anos, a Raposa praticamente não viu a cor do dinheiro. Além das vendas baixas, em razão da pandemia de Covid, o clube utilizou toda a receita dos royalties para devolver os R$ 2 milhões que haviam sido adiantados por Wagner Pires de Sá, presidente na época da primeira assinatura.

Importante: o maior entrave para a troca entre Adidas e Nike é o valor da multa rescisória no acordo entre Cruzeiro e a empresa alemã. Embora a quantia não seja revelada, é natural que seja de alguns milhões de reais, baseando-se nos mais de três anos até o fim do vínculo.