Entenda por que 'Round 6' não recebeu o nome 'jogo da lula' no Brasil

·3 minuto de leitura
*ARQUIVO* São Paulo, SP, Brasil, 21-08-2019: Still Netflix  (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)
*ARQUIVO* São Paulo, SP, Brasil, 21-08-2019: Still Netflix (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - As redes sociais não se conformam. Por que a série queridinha do momento, "Round 6", recebeu esse nome no Brasil, sendo que seu título lá fora é "Squid Game", algo como "jogo da lula"?

Além dos Estados Unidos, foram vários os países que adotaram o nome em inglês, como Portugal, enquanto Espanha e França optaram por traduzi-lo de forma fidedigna, como "El Juego del Calamar" e "Le Jeu du Calmar", respectivamente. No original sul-coreano, "Ojingeo Geim" também equivale a "jogo da lula".

O nome faz menção a uma brincadeira de criança que é explicada nos primeiros minutos da trama da Netflix. Os jogos, afinal, são parte importante da premissa da série, que põe seus personagens para participarem de atividades que remetem à infância, como cabo de guerra —só que, nesse caso, quem perde ou é eliminado acaba morrendo.

Internautas foram rápidos ao criar teorias para justificar a mudança do título por aqui. A que mais se popularizou foi a que diz que a decisão teria motivação política, e se deve à inevitável associação que seria feita entre a palavra lula e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pré-candidato à Presidência da República pelo Partido dos Trabalhadores.

O que pouca gente sabe, no entanto, é que o primeiro nome recebido pela obra, mesmo internacionalmente, foi "Round 6". Esse era seu "working title", termo usado na indústria cinematográfica e televisiva para designar o nome provisório de um projeto que ainda está em desenvolvimento. Ou seja, antes mesmo de inventarem o título "Squid Game", a série já era conhecida como "Round 6".

Foi dessa forma, por exemplo, que a Netflix anunciou, há dois anos, que estava trabalhando com o cineasta sul-coreano Hwang Dong-hyuk numa nova série, batizada, então, de "Round 6".

Procurada, a Netflix diz que a decisão de não se prender ao título estrangeiro se deve a questões regionais e à percepção de que, no Brasil, o título que cairia melhor e que seria mais facilmente lembrado pelo público seria "Round 6", por evocar de forma mais clara a cultura gamer —até porque, no país, não há uma brincadeira equivalente ao jogo da lula da Coreia do Sul.

Se o problema fosse a palavra "lula", uma saída seria simplesmente usar o título "Squid Game", como fizeram Portugal e tantos outros países, excluindo, de vez, o molusco marinho do título.

"Round 6" estreou no dia 17 de setembro e caminha para se tornar a série mais vista da Netflix, podendo ultrapassar "Bridgerton", antiga recordista, no futuro breve. Na trama, acompanhamos um homem sul-coreano viciado em apostas e que acumula uma dívida que jamais poderia pagar.

Diante da possibilidade de não ver mais a filha e também da precária situação de saúde de sua mãe, ele resolve se candidatar a um jogo macabro, arquitetado por bilionários, que consiste em pôr pessoas comuns para disputarem seis jogos —daí "Round 6"— até que um vencedor seja eleito, levando como prêmio uma grande quantia em dinheiro. O problema é que os desafios envolvem matar quem perde ou é eliminado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos