Entenda todos os passos da recuperação do ex-BBB Rodrigo Mussi desde o acidente

O ex-BBB Rodrigo Mussi apareceu em uma foto dois meses após o grave acidente que o deixou em coma e o levou a fazer várias cirurgias. Ele conta detalhes do que aconteceu, do tratamento e dos planos futuros em entrevista que vai ao ar no "Fantástico". A recuperação do gerente comercial de 36 anos contou com gameterapia e robótica. Entenda como foi o passo a passo do que ele viveu desde a batida do carro de aplicativo que o transportava na madrugada do dia 31 de março.

O ex-BBB teve traumatismo craniano e ferimentos na perna após ter sido arremessado contra o vidro do carro. Precisou receber massagem cardíaca e seu nível de consciência era abaixo do verificado em uma pessoa normal. "A resposta dele verbal era apenas sons e gemidos, a ocular não era reagente e a física também não tinha nenhuma resposta", contou um dos socorristas. Após o acidente, Rodrigo Mussi também teve parte da função renal debilitada.

"Ele apresentava um nível de consciência abaixo do verificado em uma pessoa normal. A resposta dele verbal seria apenas sons e gemidos, a ocular não era reagente e a física também não tinha nenhuma resposta", contou o sargento Marcelo Vitório Rodrigues, do Corpo de Bombeiros de São Paulo.

Instantes após o acidente de carro, o ex-BBB sofreu uma parada cardiorrespiratória a caminho do hospital. No veículo do Corpo de Bombeiros, Rodrigo Mussi foi reanimado pelos profissionais por meio de uma massagem cardiopulmonar, técnica também conhecida como como ressuscitação cardiopulmonar (ou RCP).

No Hospital das Clínicas, foi confirmado que ele sofreu um traumatismo craniano e uma lesão na coluna vertebral. Como houve sangramento dentro do crânio, a equipe médica precisou realizar uma cirurgia na cabeça para instalar um monitor (ou um cateter) e mensurar constantemente a pressão intracraniana. O procedimento ajuda os profissionais a avaliarem as condições e os riscos do cérebro.

Rodrigo foi socorrido com múltiplas fraturas e ferimentos graves pelo corpo. Uma lesão na perna deixou o osso exposto. A equipe médica precisou fazer uso de um fixador externo (ou "gaiola médica", como o instrumento também é chamado) para estabilizar o membro e facilitar a portabilidade de Rodrigo na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

O ex-BBB foi submetido a uma nova cirurgia para retirar a gaiola externa. O procedimento foi bem-sucedido. A equipe médica realizaou uma fixação definitiva do osso por meio de haste intramedular.

Após o acidente, Rodrigo Mussi teve parte da função renal debilitada. Nos últimos dias, após o tratamento intensivo no hospital, médicos comunicaram à família que houve uma melhora significativa nos rins do ex-BBB, e riscos mais graves no órgão foram descartados.

Rodrigo Mussi precisou ser sedado e intubado, respirando com a ajuda de uma sonda, para que o organismo pudesse resistir à quantidade elevada de procedimentos delicados e invasivos. O processo de extubação ocorreu de forma lenta, e foi marcado por movimentos e reações mecânicas do corpo a fatores externos, à medida que as doses de sedação diminuíram.

Em abril ele começou o extubação. A extubação (ou retirada de tubo endotraqueal) é uma etapa importante no tratamento do paciente. Ela acontece quando o desequilíbrio entre a capacidade e a demanda respiratória da pessoa internada começa a se resolver — nesse momento, é retirado o tubo que controla a respiração e, por conseguinte, a pressão arterial.

Em maio, ele iniciou um novo tratamento com fisioterapia robótica, num centro de reabilitação, como informou Diogo Mussi, irmão do ex-BBB. "A semana está cheia de atividades para o Rodrigo, principalmente na robótica. Todos os dias Rod progride em sua reabilitação", contou ele.

De acordo com especialistas, o uso de robôs em tratamentos de reabilitação intensiva torna muito mais rápida a evolução do paciente. Métodos que exigiriam um ano de exercícios fisioterápicos em piscina, por exemplo, agora são realizados em um mês — e com os mesmíssimos resultados — por meio de procedimentos com uso de máquinas.

Nos últimos dias, Rodrigo pediu que o irmão buscasse livros em casa e os levasse para o centro de reabilitação. Ele comemorou o fato de ter conseguido resgatar um hábito antigo. "O guerreiro gosta de estudar e atualizar seus conhecimentos. Todos os dias, subimos um degrau", celebrou o irmão do gerente comercial, que já conversa e fica de pé.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos