Entidade diz que diplomacia brasileira é testemunha de que sistema de votação é referência mundial

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A ADB (Associação dos Diplomatas Brasileiros) afirmou nesta quarta-feira (20) que "tem plena confiança na Justiça Eleitoral brasileira e no sistema eletrônico de votação", e que testemunhou como o modelo fez o Brasil tornar-se referência mundial.

A nota ressalta que, por décadas, os diplomatas têm atuado em apoio às autoridades eleitorais na organização das eleições presidenciais no exterior, o que possibilita a votação dos brasileiros que moram fora do país.

Com a manifestação, a ADB se junta a uma série de instituições, autoridades e entidades de classe que repudiaram as mentiras do presidente Jair Bolsonaro (PL) sobre o sistema eleitoral durante reunião com embaixadores estrangeiros na segunda (18).

"Desde sua implantação, em 1996, o sistema brasileiro de votação eletrônica é objeto de reiteradas demandas de cooperação internacional de transferência de conhecimento e tecnologia", afirmam os diplomatas brasileiros.

"Ao longo desse tempo, a diplomacia brasileira testemunhou sempre elevados padrões de confiabilidade que se tornaram referência internacional indissociável da imagem do Brasil como uma das maiores e mais sólidas democracias do mundo."

Mais cedo, os servidores da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) afirmaram que "não há qualquer registro de fraude nas urnas eletrônicas desde a implantação do atual sistema, 26 anos atrás".

A manifestação da ADB é assinada pela embaixadora Maria Celina de Azevedo Rodrigues, presidente da entidade.

"A missão eleitoral do Ministério das Relações Exteriores, que inclui desde o alistamento de eleitores até a transmissão dos votos, mobiliza não apenas servidores do Itamaraty, mas também as comunidades brasileiras. Para 2022, há mais de 600 mil eleitores alistados no exterior."

A fala golpista do presidente Jair Bolsonaro (PL), em mais um movimento para tentar desacreditar o sistema eleitoral, provocou reações de repúdio em cadeia na cúpula do Judiciário e em diferentes setores do Ministério Público.

Na terça-feira (19), a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil afirmou que as eleições brasileiras são um modelo para o mundo e que os americanos confiam na força das instituições do país.

A fala de Bolsonaro não é nova, mas desta vez veio carregada de agravantes: foi feita a embaixadores convocados pelo governo, dentro da residência oficial da Presidência, incluída na agenda oficial de Bolsonaro, com transmissão ao vivo pela TV estatal e às vésperas do início da campanha.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos