Entorno de Bolsonaro fala sobre estado de saúde após internação; confira

O entorno de Jair Bolsonaro afirmou que o ex-presidente apresentou melhora no quadro clínico de saúde e já não sente dores após ser internado nos EUA. (Foto: Joe Burbank/Orlando Sentinel/Tribune News Service via Getty Images)
O entorno de Jair Bolsonaro afirmou que o ex-presidente apresentou melhora no quadro clínico de saúde e já não sente dores após ser internado nos EUA. (Foto: Joe Burbank/Orlando Sentinel/Tribune News Service via Getty Images)
  • Bolsonaro tem melhora na saúde e pode ser liberado ainda nesta terça (10), segundo entorno;

  • Ex-presidente está internado em hospital de Orlando, na Flórida, após dores abdominais

  • Bolsonaro foi para os EUA antes da posse de Lula (PT), e deve antecipar o retorno para o fim do mês, após problemas de saúde.

Internado em hospital nos EUA, o ex-presidente Jair Bolsonaro apresentou melhora no quadro clínico e já não sente dores, segundo informações obtidas pelo colunista Paulo Cappelli, do portal Metrópoles, junto a pessoas do entorno do ex-presidente.

Bolsonaro poderá receber alta ainda nesta terça-feira (10), a depender do resultado de novos exames. Todavia, ainda de acordo com os assessores que conversaram com o colunista, a possibilidade de realização de uma nova cirurgia já foi praticamente descartada.

Bolsonaro foi internado na segunda-feira (9), em uma unidade hospitalar de Orlando, na Flórida, após reclamações de dores abdominais. A informação foi divulgada pelo colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

A ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro confirmou a informação no Instagram.

Segundo publicação da esposa de Bolsonaro, o problema de saúde dele seria uma "sequela" da facada que sofrida ainda na campanha eleitoral de 2018.

Retorno de Bolsonaro ao Brasil

Em entrevista à CNN, Bolsonaro afirmou que pretende antecipar o retorno ao país. Ele foi para os EUA no dia 30 de dezembro, após se recusar em participar da cerimônia de posse do presidente Lula (PT).

“Eu vim [aos Estados Unidos] para ficar até o final do mês (janeiro), mas pretendo antecipar minha volta. Porque, no Brasil, os médicos já sabem do meu problema de obstrução intestinal por causa da facada. Aqui, os médicos não me acompanharam”, disse Bolsonaro à CNN.

Pessoas próximas ao ex-mandatário indicaram ao colunista Paulo Cappelli que ele ainda não tem data de retorno, mas que isso deve ocorrer entre o fim de janeiro e o começo de março.

A situação do visto de Bolsonaro nos EUA é delicada. O ex-presidente deu entrada com registro de chefe de Estado, mas já não é mais o presidente do Brasil. Confira quais os riscos de uma possível extradição de Bolsonaro.

Bolsonaro foi internado um dia depois que apoiadores dele promoveram uma série de ataques terroristas em Brasília (DF). Bolsonaristas depredaram os prédios do Supremo Tribunal Federal (STF), Palácio do Planalto e Congresso Nacional.

Como se organizaram os atos terroristas em Brasília? A linha do tempo interativa abaixo te mostra, clique e explore:

Obras de arte foram destruídas, itens roubados e o prejuízo ainda é calculado pelas autoridades. Veja a lista completa de obras destruídas nos ataques. Até o fim da segunda (10), pelo 1.500 envolvidos no episódio já haviam sido presos.