Entorse no tornozelo: entenda o que é a lesão de Neymar e qual pode ser sua gravidade na Copa do Catar

LUSAIL CITY, QATAR - NOVEMBER 24: Neymar of Brazil leaves the pitch after injury during the FIFA World Cup Qatar 2022 Group G match between Brazil and Serbia at Lusail Stadium in Lusail City, Qatar on November 24, 2022. (Photo by Fareed Kotb/Anadolu Agency via Getty Images) (Anadolu Agency via Getty Images)

A euforia pela vitória do Brasil na estreia da Copa do Mundo do Catar, contra a Sérvia, nesta quinta-feira, só foi ofuscada pela preocupação da comissão técnica e dos jogadores com a situação de Neymar. O camisa 10 da seleção sofreu uma entorse no tornozelo direito, após uma dividida com o lateral sérvio Milenkovic aos 22 minutos do segundo tempo, e foi substituído pouco depois mostrando bastante incômodo. A lesão sofrida por Neymar é considerada comum no meio esportivo, mas pode exigir uma recuperação mais lenta, a depender de seu alcance.

A entorse, ou torção de tornozelo, é uma lesão que ocorre quando há "um movimento lateral do pé numa intensidade além do normal", de acordo com a definição da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT). A lesão é classificada em três níveis de gravidade, segundo as diretrizes da SBOT: grau 1, quando há estiramento ligamentar; grau 2, quando ocorre lesão ligamentar parcial; e grau 3, quando há lesão ligamentar total.

Os ortopedistas também orientam a realização de exames complementares, em determinados casos, para averiguar possíveis fraturas associadas à torção. As radiografias normalmente são realizadas quando há dor "em pontos ósseos específicos" ou em casos de "impossibilidade do apoio de marcha (pelo menos quatro passos)", de acordo com a SBOT.

Em geral, o tratamento consiste em repouso por cerca de três dias, com aplicação de compressas de gelo e elevação do tornozelo, como forma de aliviar o inchaço causado pela entorse. O uso de anti-inflamatórios e de fisioterapia também é recomendado. Há ainda a preocupação de que o retorno às atividades seja feito de forma gradativa, para evitar um agravamento de problemas nos ligamentos do tornozelo.

O médico da seleção brasileira, Rodrigo Lasmar, afirmou em entrevista coletiva após a partida que, além de Neymar, o lateral-direito Danilo também deixou a partida com um quadro de entorse. Falando especificamente sobre Neymar, Lasmar afirmou que há necessidade de "aguardar 24h, 48h" para fazer uma nova avaliação, e não descartou a realização de exames de imagem.

Em 2019, Neymar ficou fora da Copa América disputada no Brasil após sofrer uma entorse de tornozelo em amistoso contra o Catar antes da competição. Na ocasião, exames detectaram um rompimento ligamentar no tornozelo direito de Neymar, o mesmo que foi afetado pela dividida com o lateral da Sérvia na estreia da Copa do Mundo.

Para garantir a recuperação, Neymar teve de imobilizar a região próxima ao tornozelo direito na ocasião, e fez uso de muletas para evitar a colocação de peso sobre o pé.

O camisa 10 da seleção brasileira também deixou a estreia da Copa de 2018, na Rússia, com incômodo no tornozelo direito, após sofrer repetidas faltas no empate em 1 a 1 com a Suíça. À época, Neymar apareceu mancando após a partida e manifestou dores no local nos treinos seguintes, mas atuou normalmente em todas as partidas restantes do Brasil naquele Mundial.

Segundo diretrizes da SBOT, disponibilizadas pela Associação Médica Brasileira (AMB), as lesões leves podem apresentar melhora dos sintomas em uma ou duas semanas. A seleção brasileira volta a campo na Copa do Catar na próxima segunda-feira, contra a Suíça, e encerra sua participação na fase de grupos contra Camarões, na sexta-feira da semana que vem, dia 2 de dezembro.