Entre os que não votam em Lula ou Bolsonaro, 25% consideram “voto útil” no petista

Lula aparece na frente na pesquisa, mas apenas 25% consideram voto útil (Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images)
Lula aparece na frente na pesquisa, mas apenas 25% consideram voto útil (Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images)

Entre os eleitores que não pretendem votar nem em Lula (PT), nem em Jair Bolsonaro (PL), apenas um quarto dos eleitores consideram dar um “voto útil” no petista no primeiro turno da eleição de outubro. É o que mostra o novo levantamento Genial/Quaest, divulgado nesta quarta-feira (14).

Foram ouvidos 2 mil eleitores entre os dias 10 e 13 de setembro e a margem de erro é de dois pontos percentuais. O registro da pesquisa no TSE é o BR-03420/2022.

Enquanto 66% afirmam que não mudaria o voto para que Lula vença no primeiro turno, outros 25% dizem que poderiam votar no petista. Outros 9% disseram que não sabem.

O índice é maior entre eleitores de Ciro Gomes do que entre os que declararam voto em Simone Tebet: 33% dos que votarão em Ciro dizem que mudariam o voto para que Lula vença em primeiro turno, enquanto 66% dizem que não. Entre os eleitores de Tebet, 81% não mudariam, enquanto 19% dizem considerar.

Em um eventual segundo turno entre Lula e Bolsonaro, mais da metade dos eleitores de Ciro votariam no petista (51%), enquanto 19% votariam em Bolsonaro; 19% não pretendem votar em nenhum dos dois.

Entre os que pretendem votar em Simone Tebet, 35% votariam em Bolsonaro no segundo turno, 27% em Lula e 26% em nenhum dos dois.

O levantamento mostrou que Lula tem 42% das intenções de voto no primeiro turno, enquanto Bolsonaro tem 34%; Ciro tem 7% e Simone Tebet, 4%.

Veja as últimas pesquisas eleitorais para presidente: