Entregador de origem asiática é assassinado no semáforo em Nova York

Entregador estava parado no semáforo quando foi morto (Getty Creative)
Entregador estava parado no semáforo quando foi morto (Getty Creative)
  • Polícia investiga se motivação do crime foi por causa da origem asiática

  • Entregador estava a 800 metros do restaurante chinês que trabalhava

  • Vítima tinha três filhos e era o principal responsável por sustentar a família

Zhiwen Yan, de 45 anos, foi assassinado no último sábado (30) enquanto esperava com sua moto em um semáforo, em Nova York, nos Estados Unidos. Ele era entregador de um restaurante.

De acordo com a polícia, um homem se aproximou dele a pé e disparou vários tiros. O atirador entrou em um carro e fugiu do local.

A investigação vai analisar a possibilidade de Yan, um imigrante chinês, ter sido alvo por causa de sua etnia asiática em um episódio de raiva no trânsito.

Ele foi baleado a menos de 800 metros do Great Wall, um restaurante onde trabalhou por mais de 20 anos.

A morte violenta de Yan aumentou a ansiedade sobre a segurança no bairro de classe média onde os moradores raramente tinham motivos para se preocupar.

"Ele era uma das pessoas que eu via e pensava: 'Aqui é Forest Hills’. Estou aqui há 31 anos, nunca vi nada assim em toda a minha vida. Isso me deixa muito assustado e triste”, disse Michael Murray, que mora do outro lado da rua.

Um colega de trabalho disse, em entrevista ao New York Times, que Yan trabalhava sete dias por semana para sustentar sua esposa e três filhos, com idades entre 2 e 15 anos.

“Ele trabalhou tantas horas para poder sustentar seus filhos e ter uma vida bem-sucedida aqui, para que pudessem crescer e ser o que quisessem. E agora sua família está devastada porque isso foi tirado deles”, revelou.

A vereadora Julie Won, que é coreano-americana, disse que a morte de Yan simboliza os perigos enfrentados pelos entregadores, muitos dos quais são asiático-americanos.

“Eles foram alvo de ataques violentos durante a pandemia de coronavírus e também falharam pelos sistemas de segurança pública e trabalhistas que colocam suas vidas em risco enquanto buscam ganhar a vida”, declarou.

Homenagem

O restaurante onde Yan trabalhava foi fechado no domingo e clientes se reuniram do lado de fora e compartilharam histórias sobre a vítima.

Quase uma dúzia de buquês estavam alinhados do lado e algumas pessoas deixaram recados para sua família em cartões de felicitações.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos