Equipe de especialistas da OMS na China dará coletiva de imprensa na terça-feira

·1 minuto de leitura
Peter Daszak, um dos especialistas que faz parte da equipe da OMS, realiza um teste de swab para a covid-19 na província de Hubei

A equipe de especialistas da Organização Mundial da Saúde (OMS) que investiga a origem da pandemia da covid-19 na China realizará uma coletiva de imprensa na terça-feira, anunciou a entidade nesta segunda-feira (8).

"A equipe internacional (...) que está terminando sua estada de quatro semanas em Wuhan, China, realizará uma coletiva de imprensa com seus colegas chineses", informa o comunicado.

A coletiva terá início às 08h00 GMT (05h de Brasília).

Os primeiros casos de covid-19 foram relatados em Wuhan em dezembro de 2019. Desde então, a pandemia causou mais de 2,3 milhões de mortes em todo o mundo.

Esta missão que busca as origens da transmissão do vírus ao homem, considerada muito importante para tentar combater melhor uma possível próxima epidemia, teve dificuldades para se instalar no local, já que a China parecia muito relutante em autorizar a entrada destes especialistas de várias disciplinas como epidemiologia ou zoologia.

Há meses, as autoridades procuram sanar as dúvidas sobre o local onde o vírus poderia ter começado a infectar humanos.

Os especialistas da OMS chegaram à China em janeiro, enquanto são acompanhados por uma nuvem de fotógrafos chineses e internacionais.

Peter Daszak, zoólogo que chefia a ONG EcoHealth em Nova York, afirmou na sexta-feira que a equipe conseguiu acessar os lugares que desejava, como o Instituto de Virologia de Wuhan, que os americanos acusaram de ser a origem do vírus, assim como o mercado de animais onde foram notificados os primeiros casos.

A OMS já alertou que é preciso ter paciência antes de encontrar uma possível resposta, mensagem reiterada por um membro da equipe, Dr. Hung Nguyen-Viet, em entrevista à AFP.

vog/fjb/tjc/mb/bn/mvv