Erasmo Carlos começou a aprender a tocar com o amigo Tim Maia: 'A gente se encontrava para dizer que tirou um acorde'

O cantor e compositor Erasmo Carlos morreu nesta terça-feira, aos 81 anos de idade, e foi um dos maiores artistas da música brasileira. Com uma lista longa de sucessos com o parceiro de coposição Roberto Carlos, Erasmo começou na música com outro amigo famoso. Ele é Tim Maia eram amigos de Méier e Tijuca, Zona Norte do Rio, e foi com o Síndico que ele foi introduzido ao violão.

Leia mais: Nos últimos anos, Erasmo Carlos descobriu nova paixão, a de montar playlists, confira o que o Tremendão andava ouvindo

— O meu início foi assim. Eu e o Tim nos encontrávamos para dizer: "Tirei o segundo acorde de 'Chega de saudade'" — exemplificou o Tremendão, que completa: A gente buscava as músicas da Bossa Nova e do samba.

Em entrevista que está no documentário "Vale tudo com Tim Maia", do Globoplay, Tim também sobre este início deles.

— Inclusive o Erasmo quem ensiou violão fui eu, hein. Ré, mi, lá. Ensinei ele a tocar. O que eu sabia, eu passei para ele. Depois aprendi outros acordes, e ele ficou no lá-ré-mi ainda. (risos) — diz Tim série documental que estreou recentemente, pelos 80 anos de Tim.

Com Tim Maia e Roberto, Erasmo montou o grupo Os Sputiniks, inspirados pelo satélite soviético que foi o primeiro satélite a orbitar a terra, em 1957, tendo ganhado fama durante a corrida espacial na Guerra Fria.

— Os Sputiniks foi o seguinte. Nós fomos cantar no Mackenzie, no Méier. Neste dia, esperamos o Roberto, esperamos e esperamos e nunca mais o Roberto apareceu — contou Tim Maia sobre o fim do grupo, na mesma série.