Erasmo Carlos contou que não recorria mais aos amigos e tinha a mulher como ombro amigo: 'desabafo e acalanto é com ela'

Erasmo Carlos morreu na última terça-feira, aos 81 anos, e deixou uma vasta obra, com diversas parcerias que vinha buscando até os últimos anos. Mas como confidente mais próxima, ele contou que só tinha a mulher, a pedagoga Fernanda Passos, de 32 anos.

Leia mais: Chay Suede e mais... relembre os atores que já interpretaram Erasmo Carlos no cinema e no teatro

Nos últimos anos, Erasmo Carlos descobriu nova paixão, a de montar playlists, confira o que o Tremendão andava ouvindo

— Meus amigos continuam os mesmos. Mas não recorro a eles. Quando preciso de um ombro, recorro a minha mulher. O desabafo e o acalanto, é com a Fernanda — resumiu ele, em entrevista ao EXTRA, de 2021.

Na ocasião, Erasmo havia topado uma brincadeira em que respondia perguntas relacionadas a canções de sua carreira. Essa fazia referências aos "amigos de fé". Ele também contou o que significava para ele ser o Tremendão.

— Tremendão é ser observador da vida, ser solidário com as pessoas, ter amor no coração. Jamais ter inveja de ninguém. Ser do bem. Querer bem as pessoas. Amar a natureza, as coisas que cercam você. Ser sentinela das injustiças. Um paladino do protesto contra as coisas erradas — explicou ele.