Erasmo Carlos foi avô de Larissa Manoela em filme: 'Obrigada por esse privilégio', diz atriz

A atriz Larissa Manoela, que já foi neta de Erasmo Carlos em Modo Avião, filme da Netflix, foi às redes sociais para prestar homenagens ao cantor e compositor, que morreu na manhã desta terça-feira. "Obrigada por esse privilégio", disse a atriz, que compartilhou fotos dos bastidores das gravações.

"Meu coração está apertado. Pude ter um contato muito precioso com ele em Modo Avião, meu avô fictício! Descanse em paz. O Brasil perde mais uma lenda. Meus sentimentos a toda família e amigos", começou dizendo.

Morre o cantor Erasmo Carlos, aos 81 anos

Erasmo Carlos: Famosos e amigos lamentam morte do 'Tremendão'

"Ver nossas fotos me traz muita saudade! Lembranças maravilhosas. Obrigada por tanto! Nossa troca foi muito especial para mim, meu avô Germano", continuou a atriz.

"Cesinha, nosso diretor de Modo Avião, com seu olhar clínico já via que o Erasmo era a melhor opção para interpretar o Germano. Foi uma grata surpresa quando ele aceitou! Eu concordei na hora e não tinha dúvidas que nossa experiência ia ser mais do que maravilhosa! Obrigada por esse privilégio!", concluiu.

Em autobiografia, Erasmo Carlos disse que brigou com Roberto apenas uma vez; saiba o motivo

'Música, orgasmo e Deus são as melhores coisas da vida', disse Erasmo Carlos em entrevista ao GLOBO nos seus 80 anos

Erasmo Carlos atuou em seis filmes. Além de "Modo Avião", o artista atuou em "Roberto Carlos e o Diamante Cor-de-rosa", de 1970; "Roberto Carlos a 300 Quilômetros por Hora", de 1971; "Os Machões", de 1972; "O Cavalinho Azul", de 1984; e "Paraíso Perdido", de 2018.

Por sua atuação em "Os Machões", Erasmo Carlos ganhou o Troféu APCA (Associação Paulista de Críticos Teatrais) como melhor coadjuvante masculino.