Erdogan acusa Merkel de "práticas nazistas"

Foto cedida pela assessoria de imprensa da Presidência turca em 18 de março de 2017 mostra o presidente Recep Tayyip Erdogan, em Canakkale

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, acusou neste domingo a chanceler alemã, Angela Merkel, de "práticas nazistas", ao se referir à proibição de atos eleitorais na Alemanha a favor do "sim" no referendo de 16 de abril na Turquia.

"Neste momento recorre a práticas nazistas", disse Erdogan dirigindo-se a Merkel em um discurso transmitido pela televisão.

"Contra quem? Meus irmãos cidadãos turcos na Alemanha e os ministros" que tentaram viajar à Alemanha há duas semanas para fazer campanha a favor do referendo constitucional que busca fortalecer o poder presidencial.